Mongeral Aegon, PUC-Rio e IRB Brasil RE lançam programa de inovação em seguros

Mongeral Aegon, PUC-Rio e IRB Brasil RE lançam programa de inovação em seguros

O mundo está mudando: tecnologias, processos e até mesmo novas formas de relação surgem a cada momento.

É neste cenário que a PUC-Rio, a seguradora multinacional Mongeral Aegon e a maior resseguradora do país, o IRB Brasil RE, fecharam uma parceria inédita e abriram, em novembro, as inscrições para o Insurtech Innovation Program, um programa de inovação cujo nome é resultado da junção dos termos em inglês insurance (seguro) e technology (tecnologia).

O objetivo é formar profissionais que queiram transformar o mercado de seguros e resseguro por meio do desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços baseados em tecnologia, com a coordenação do Instituto de Gestão de Riscos Financeiros e Atuariais da PUC-Rio (IAPUC) e do Departamento de Informática da Universidade, e apoio dos demais parceiros.

A duração é de um ano e as aulas acontecem na PUC-Rio. Nenhum conhecimento prévio é requerido e a multidisciplinariedade é um fator valorizado no programa.

Alunos de qualquer área e de qualquer universidade se candidataram até dezembro. São 16 vagas no total, sendo dez para alunos de graduação e seis para alunos de pós-graduação stricto sensu.

Os selecionados na primeira etapa ainda passaram por entrevistas e dinâmicas individuais ou em grupo, com professores da PUC-Rio e representantes da Mongeral Aegon e do IRB Brasil RE. Os escolhidos, com disponibilidade diária no período da tarde, têm direito a uma bolsa estágio como remuneração mensal.

Alessandra Monteiro, diretora de Subscrição de Vida e Longevidade do IRB Brasil RE, comenta a importância da parceria entre três grandes instituições para o sucesso do programa, lembrando que elas estão apostando em um modelo de negócio ainda pouco explorado.

A PUC-Rio possui know-how em tecnologia e gestão de projetos, a Mongeral Aegon é especializada em seguro de Vida, e o IRB tem a experiência e a liderança do mercado ressegurador. Essa combinação possibilitará unir as inteligências acadêmica e técnica do negócio para desenvolver novas soluções.

A PUC-Rio conduz o Insurtech Innovation Program com base na metodologia Challenge Based Learning (CBL). “Neste método de ensino, são formados grupos multidisciplinares, são realizados desafios e apresentados conteúdos técnicos e não técnicos. Os participantes desenvolvem projetos criativos e inovadores ao mesmo tempo que aprendem”, explica Rafael Nasser, coordenador de Inovação do Programa do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio).

Ele ressalta que serão exploradas tendências tecnológicas como blockchain, inteligência artificial, realidade virtual e internet das coisas (IoT) e, além das aulas, o programa oferece palestras e visitas a empresas. “A indústria de novas tecnologias, como o blockchain, já adotada pela resseguradora, por exemplo, precisa de novos profissionais capacitados e de investimento em inovação”, comenta.

Na prática, são formados grupos multidisciplinares a cada trimestre, desafios são propostos, conteúdos tecnológicos e de negócio são apresentados e os participantes desenvolvem projetos criativos e inovadores com impacto significativo dentro desta indústria, ao mesmo tempo que aprendem.

O programa não é limitado a estudantes da PUC-Rio e nem das áreas ligadas à ciência tecnológica. No entanto, era importante que o candidato tivessem um perfil empreendedor, proativo e motivado a desafios.

“Para que uma empresa cresça, é fundamental investir em bons serviços e produtos, além de uma diferenciada experiência do cliente com a marca. Nestes dois aspectos, a tecnologia tem papel fundamental, e é por isso que a Mongeral Aegon investe neste programa”, finaliza Helder Molina, presidente da seguradora.

  • Publicado

    24 de maio de 2018

  • Categoria

    Por dentro da Mongeral Aegon

  • Tags Relacionadas

    Novidades