Previdência Privada da Mongeral Aegon: conheça 5 diferenciais

Previdência Privada da Mongeral Aegon: conheça 5 diferenciais

Quem deseja contratar uma previdência privada precisa entender quais são os elementos básicos que a compõem e ficar atento a diferenciais que ajudam a definir qual a melhor opção para o seu perfil. Pensando nisso, separamos adiante cinco aspectos que diferenciam os Planos de Previdência da Mongeral Aegon no mercado, tornando-os vantajosos para aqueles que buscam essa solução.

Dessa forma, você poderá se juntar aos 6% da população brasileira que já tem uma aplicação na área e aproveitar os seus benefícios. Afinal, com a constante alteração das regras da previdência social e o deficit nas contas (em 2016 chegou a R$ 151,9 bilhões), o futuro da aposentadoria pública parece incerto.

Por isso, é importante se precaver com uma alternativa privada. Sendo assim, confira adiante os benefícios dessa modalidade e os diferencias dos planos da Mongeral Aegon!

Conceito de previdência privada

A previdência privada consiste em um plano de aposentadoria que não tem ligações com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), servindo como complemento à previdência social pública. É fiscalizada pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), uma entidade do governo federal.

Nos planos de previdência privada, o participante consegue decidir qual o valor que quer contribuir e a periodicidade disso. No final das aplicações, é possível resgatar todos os recursos investidos com seus rendimentos de uma vez, solicitar renda vitalícia ou pedir o pagamento de valores por um período determinado. Também dá para se optar entre dois tipos: Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL).

O primeiro gera vantagens para aqueles que fazem a declaração completa do Imposto de Renda (IR). Suas contribuições podem ser dedutíveis até o limite de 12% das rendas brutas anuais dos participantes. Quando alguém resgata esse plano, o IR incidirá em cima do montante aplicado e dos rendimentos gerados.

Já o VGBL consiste em um seguro de vida que conta com cobertura de sobrevivência, possibilitando o acúmulo de recursos para serem empregados futuramente. Ele é indicado para o indivíduo que não consegue optar pela dedução fiscal, pois faz a declaração simplificada do IR ou já alcançou o limite do teto no PGBL. No ato do resgate, o IR incidirá somente em cima dos rendimentos da reserva.

Principais benefícios desse investimento

A previdência privada gera benefícios para quem adere a ela, como maior segurança financeira e complemento de renda no futuro. Além disso, se você é assalariado e faz sua declaração de IR pelo formulário completo, há o já mencionado incentivo do governo que chega a até 12% dos seus rendimentos brutos anuais, compostos por salários, férias, décimo terceiro etc.

Essa quantia pode ser direcionada a planos de previdência, gerando isenção desse valor no IR a pagar no ano subsequente. Para tanto, quem investe precisa adquirir um produto de previdência, não podendo ser seguro ou de vida. Nesse caso, os mais famosos são os PGBLs.

Tanto no VGBL quanto no PGBL, o poupador é livre para aplicar o quanto de recursos quiser e quando puder, respeitando um mínimo de contribuição, mas não havendo um comprometimento periódico.

Há também boa flexibilidade em relação à portabilidade de recursos, já que dá para se transferir os valores para outra seguradora e até mesmo para outro plano, não havendo necessidade de saque para a conclusão desse processo.

5 diferenciais da Previdência Privada da Mongeral Aegon

1. Flexibilidade na escolha do tipo de plano

Segundo Leonardo Lourenço, Superintendente de Marketing da Mongeral Aegon, as principais dúvidas dos interessados na previdência privada são relativas à qual dos planos (VGBL e PGBL) é melhor.

“A orientação da Mongeral é entender que o plano comprado não é o mesmo que vai acompanhar a pessoa de hoje até a aposentadoria. Assim como a vida da pessoa muda, o plano precisa se adaptar ao perfil da pessoa conforme ela muda (filhos, casamento, dependentes…)”, explica ele. “A escolha certa é aquela que mais está adequada ao momento em que você está vivendo, e tudo é flexível ao longo do tempo”, acrescenta.

2. Taxas de administração mais atrativas

É importante avaliar a taxa de administração do plano, que varia de 0,70% a 4% ao ano, e as taxas de carregamento — cobradas em cima do valor nominal do que é investido —, que ficam entre 1% e 10%. Elas podem ser aplicadas na entrada, na saída ou de modo mesclado.

De acordo com Leonardo, “o que se vê no mercado normalmente é que, quando as contribuições são mais altas, esse encargo não é cobrado na entrada. Quando é mais baixo, essa taxa é cobrada na entrada”.

Ele ainda destaca que, “independentemente do valor, a Mongeral nunca cobra carregamento na entrada. Mesmo na cobrança na saída há um nível menor que o do mercado. Fica em 10% no primeiro ano e essa porcentagem vai caindo até chegar a 0% no quinto ano de vigência, não importando o quanto se acumulou”.

Dessa forma, se o investidor deixar todo o montante investido, após o prazo mínimo de cinco anos não ocorre nenhum carregamento, nem na entrada e nem na saída.

Além disso, a taxa de administração, cobrada sobre o patrimônio do fundo de investimento escolhido para lastrear seu plano de previdência, também é mais em conta. “Na Mongeral, cobram de 0.7% a 1.75% ao ano. Um dos melhores preços do mercado, um valor muito baixo”, afirma o Superintendente de Marketing.

3. Estrutura do plano mais eficiente

Em geral, planos são chamados de “um para um”, pois um plano aprovado na SUSEP conta com um fundo de investimento. Desse modo, a cada novo fundo comercializado, é necessário aprovar um plano na entidade.

Para melhorar seus produtos, a Mongeral desenvolveu um plano multifundos aprovado pelo órgão governamental, contendo um conjunto de fundos de investimentos. “Quando tem vários fundos, consegue-se dividir os custos de venda desse plano em vários fundos. Por exemplo, se quero pagar 100 reais por mês, posso dividi-los em diferentes fundos, que estarão no mesmo plano”, explica Leonardo.

“Outra vantagem é que normalmente nas movimentações de dinheiro entre os planos têm que se obedecer períodos de carência, que vão de 60 dias até 24 meses dependendo da operação. Como é um multifundos, não é preciso obedecer a isso, porque tudo está no mesmo plano”, esclarece ele.

De acordo com o Superintendente de Marketing, isso significa que “é possível mudar os percentuais de contribuição e tirar de um fundo e colocar em outro sem sofrer encargos ou carências”. Dessa forma, caso o carregamento seja cobrado na saída, ele passa a ser isento.

4. Boa rentabilidade

Os fundos de investimento que servem de lastro para a Previdência Privada da Mongeral Aegon são bem posicionados, o que faz com que sejam diferenciais dos planos dentro dos rankings e quantidades de estrelas.

5. Coberturas mais completas

O diferencial da Mongeral foi estruturar o portfólio de planos de previdência privada para que, junto com as coberturas de acumulação (VGBL e PGBL), sempre fosse possível oferecer cobertura por risco de morte e invalidez. Logo, caso o cliente deseje a contratação pode ser combinado com coberturas de risco com os mesmos benefícios fiscais de cada plano.

“Se contratou um PGBL, normalmente, oferece-se para o cliente um plano de pensão por morte e de renda por invalidez, porque eles fornecem os mesmos benefícios fiscais que o PGBL com declaração completa do IR”, exemplifica Leonardo.

Ele ainda comenta que “o VGBL é para pessoas que fazem a declaração do IR de forma simplificada, ou não fazem, ou já atingiram o teto de dedução. Essas pessoas vão pagar o imposto lá na frente sobre o ganho de capital. Esse plano também tem cobertura de morte e de invalidez, os quais não possuem benefícios fiscais hoje, mas, quando os poupadores receberem lá na frente, ficarão isentos de impostos”.

Graças a esse diferencial da Mongeral, é possível juntar coberturas complementares de aposentadoria ao perfil fiscal do cliente, podendo identificar um plano ideal para ele. Consequentemente, terá uma cobertura mais completa, com um plano abrangente que cubra todos os riscos.

As novas regras da previdência pública e a intenção de contar com um futuro melhor e mais estável economicamente estão levando os brasileiros a investirem em aposentadoria privada. Com a Previdência Privada da Mongeral Aegon, você poderá atingir esses objetivos e ainda garantir um futuro financeiromelhor para sua família.

Quer conhecer melhor os planos de Previdência Privada da Mongeral Aegon? Entre em contato com nossa equipe para que possamos atendê-lo!

  • Publicado

    27 de março de 2018

  • Categoria

    Por dentro da Mongeral Aegon

  • Tags Relacionadas

    Previdência privada