Viagem econômica: 7 dicas para se divertir sem fazer dívidas

Viagem econômica: 7 dicas para se divertir sem fazer dívidas

Verdade seja dita, o período de férias é um dos mais aguardados do ano. É nessas ocasiões que a maioria das pessoas aproveita para descansar, recarregar as baterias, colocar os episódios das séries preferidas em dia e, claro, realizar a viagem dos sonhos. Devido a fatores como constante oscilação das moedas e instabilidade financeira, fazer uma viagem econômica se tornou a opção mais procurada por muitos brasileiros hoje em dia.

Viajar envolve muitos custos, porém, isso não precisa ser motivo para se endividar ou eliminar de vez essa experiência. Ou seja, é possível aproveitar esse momento para se divertir e manter a saúde financeira ao mesmo tempo.

Pensando nisso, criamos este post com 7 dicas para que a sua viagem seja acessível e cheia de novos conhecimentos. Acompanhe!

Veja como fazer uma viagem econômica a seguir

1. Faça um planejamento financeiro

Seja a sua viagem dos sonhos nacional ou internacional, é preciso saber quais serão os seus principais gastos e se preparar para eles. Para isso, você deve fazer um planejamento financeiro e poupar uma quantia mensal do seu salário para a viagem.

Quem pretende viajar para fora do país, por exemplo, deve saber que as taxas de conversão de dinheiro podem ser um tanto custosas, assim como as cobradas pela utilização de cartões de crédito no exterior.

Liste e inclua essas despesas no seu planejamento para prever o gasto total da viagem. Assim, você não se depara com surpresas e mantém seu controle financeiro em dia.

2. Compre as passagens com antecedência

Comprar a passagem aérea com certa antecedência pode fazer toda a diferença no seu orçamento. Planeje-se para procurar por bilhetes internacionais cerca de 8 a 12 semanas antes da data de partida. Assim, você pode comparar os valores de várias companhias e conseguir ótimos preços.

Também vale ficar atento ao programa de milhagem oferecido pelo seu cartão de crédito. Se você usa esse meio de pagamento com frequência, pode ser que você tenha pontos acumulados e que possa trocá-los por passagens.

3. Fique de olho em promoções

Viagem econômica

Essa dica vale especialmente durante a baixa temporada, quando os valores de passeios e atrações turísticas tendem a diminuir.

Também é nesse período que você pode fechar pacotes mais vantajosos, como um combo com acomodação e passeios, passagem aérea e aluguel de carro, ou até mesmo encontrar valores mais em conta para grupos, caso você vá viajar com amigos ou familiares.

Cadastre-se em sites especializados em viagens e entre em grupos de viajantes nas redes sociais para ficar por dentro dos mais diferentes tipos de promoção.

4. Monte o roteiro por conta própria

Quando você planeja uma viagem, você quer ter a certeza de que vai visitar todos os lugares turísticos e ter liberdade para ficar em cada atração pelo tempo que quiser, certo? Planejar o roteiro por conta própria ajuda você a atingir esses objetivos e ainda a economizar um bom dinheiro.

Algumas agências montam o roteiro e oferecem ao viajante a tranquilidade de não ter que se preocupar com essa parte da viagem, mas a maioria das atrações escolhidas pode ser paga e acabar encarecendo o pacote.

Ao montar o seu roteiro, você pode incluir todos os lugares que achar mais interessantes, abrangendo ou não as entradas pagas. Além disso, essa atividade deixa você mais familiarizado com o destino e aumenta as suas chances de conhecer lugares mais inusitados.

5. Pesquise diferentes opções de hospedagem

Um dos custos mais altos de uma viagem diz respeito à acomodação. Hospedar-se em hotéis pode sair muito mais caro do que buscar opções alternativas. Uma delas, que vem ganhando cada vez mais adeptos, é dar preferência aos aluguéis de temporada.

O Airbnb, maior site do gênero, conecta pessoas que querem viajar para uma determinada cidade a anfitriões com quartos ou imóveis inteiros disponíveis para alugar naquele destino. Dessa forma, você pode encontrar ótimas opções de acomodação, ajudar a economia local e ainda viver de uma maneira mais próxima da realidade das pessoas da região.

Outra opção para fazer uma viagem econômica é se hospedar em hostels. Eles funcionam com a reserva de uma cama em um quarto compartilhado e têm um preço muito mais acessível quando comparados a hotéis. Nos hostels você pode dividir experiências com outros viajantes, aproveitar a companhia para fazer passeios e aumentar seu círculo de amizades.

6. Fique atento ao menu

Viagem econômica

A alimentação é outro ponto que pesa bastante no bolso durante uma viagem. A maioria dos restaurantes listados nos guias de viagem são os mais requisitados por turistas e, consequentemente, não são lá muito baratos.

Você não precisa descartar uma refeição em um restaurante mais famoso, por exemplo, mas pode aproveitar para se alimentar como um morador local e economizar bastante.

Grandes cidades costumam ter diversas (e deliciosas) opções de feiras e comidas de rua. Basta pesquisar um pouco e descobrir os endereços gastronômicos mais populares, que oferecem boa comida e representam a cultura daquele povo.

Caso você se hospede em casas ou hostels, você ainda pode aproveitar a chance de comprar alimentos frescos em mercados, cozinhar por conta própria e cortar esses custos significativamente.

7. Não se esqueça do seguro viagem

Tão importante quanto economizar por meio das dicas listadas é se preparar para evitar gastos maiores durante a sua viagem. Todo bom planejamento deve incluir um seguro viagem, que garantirá sua tranquilidade caso algo aconteça a você.

Principalmente para viagens ao exterior, os gastos com consultas médicas ou idas ao hospital podem passar dos milhares de dólares — dor de cabeça que ninguém quer ter como recordação. Por isso, o ditado “é melhor prevenir do que remediar” faz todo o sentido aqui.

Um seguro viagem pode ser adquirido facilmente e deixar você coberto pelo tempo que estiver de férias, tanto para pequenos imprevistos — como um desconforto abdominal —, quanto para casos mais sérios — como um braço quebrado, por exemplo.

seguro ideal

Com um planejamento financeiro bem elaborado e boas pesquisas, você tem tudo para conseguir fazer uma viagem econômica e ainda aproveitar toda a diversão e a cultura do seu destino sem se endividar. Bom planejamento e boa viagem!

Gostou dessas dicas? Então, compartilhe este post com os seus amigos nas suas redes sociais e convide-os para uma viagem bem planejada!

planilha-de-gastos-financeiros

  • Publicado

    04 de outubro de 2018

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Finanças pessoais