Tudo o que você precisa saber sobre seguro de vida temporário

Tudo o que você precisa saber sobre seguro de vida temporário

seguro de vida é uma forma extremamente eficaz de garantir maior tranquilidade e segurança em momentos de adversidades. Só que disso você provavelmente já sabe, certo? Mas será que sabe também que eles podem ser divididos em 2 modalidades distintas? Estamos falando do seguro de vida temporário e do seguro de vida vitalício, cada um indicado para situações e finalidades diferentes.

Neste post, vamos explicar o funcionamento do seguro de vida temporário, assim como mostraremos suas maiores vantagens e principais indicações. Acompanhe os próximos tópicos para entender!

O que difere o seguro de vida temporário do vitalício?

Veja as diferenças entre seguro de vida temporário e vitalício

Seguro de vida vitalício

O seguro de vida vitalício garante cobertura para morte, seja ela natural ou por acidente, durante toda a vida do segurado. Ele ainda dispensa o pagamento mensal para casos de incapacidade permanente de que decorra invalidez definitiva do segurado, mantendo os valores do contrato.

Também é possível obter adiantamento em vida do benefício contratado para diagnósticos de doenças sem cura ou em estágios terminais.

É normal que a seguradora seja mais rígida em relação à contratação do seguro de vida vitalício, exigindo exames médicos, histórico de doenças na família, declarações de bens e rendimentos, e até de informações sobre hábitos alimentares do segurado.

A grande vantagem dessa modalidade é que, em caso de morte do segurado, a família terá seu padrão de vida garantido ou poderá ter compensações que equilibrem a partilha do inventário ou mesmo cubram seus custos.

Seguro de vida temporário

Já o seguro de vida temporário oferece cobertura por um período determinado, devidamente especificado em contrato, podendo ser acionado para necessidades temporárias. O tempo de vigência da apólice pode ser escolhido pelo segurado, sendo que todas as coberturas terão valor nesse intervalo de tempo.

Não existe um período mínimo ou máximo para a vigência do contrato de seguro de vida temporário. Assim, ele pode ser válido só por alguns anos ou mesmo por décadas. O principal benefício dessa modalidade está no fato de, justamente por ela ser usada apenas por um tempo, seu valor ser mais atraente.

E sobre as indicações do seguro de vida temporário?

O seguro de vida temporário é indicado para quem precisa de proteção por um tempo específico. Essa pode ser uma estratégia eficiente, por exemplo, para quem vai fazer um intercâmbio, vai comprar um imóvel ou tem filhos com menos de 18 anos e deseja garantir indenização até que eles alcancem a maioridade.

O principal objetivo é simples e direto: caso aconteça alguma eventualidade que resulte na ausência ou na invalidez do provedor principal, a família estará protegida e terá sua sobrevivência garantida.

Como definir o valor do seguro de vida?

Veja como definir o valor do seguro de vida temporário

Encontrar o valor ideal do seguro de vida não costuma ser tarefa das mais fáceis. Por isso, é necessário dedicar atenção especial a essa questão. Por mais difícil que seja pensar no assunto, é melhor prevenir que remediar.

Lembre-se: se acontecer algum incidente que resulte em invalidez ou falecimento do segurado, é bom contar com alternativas que minimizem o impacto financeiro dessa perda, garantindo auxílio à família nesse aspecto.

Na hora de calcular o valor, portanto, é importante levar em consideração a importância que o segurado tem dentro da estrutura e do orçamento familiar.

Se é ele o principal provedor da casa e precisa se ausentar, por exemplo, provavelmente quem for assumir esse papel vai precisar de um tempo até voltar ao mercado de trabalho, não é? Nesse caso, o ideal é optar por um contrato com indenização correspondente a alguns anos do valor de ganhos do segurado.

Por outro lado, se a renda do segurado não for a principal da casa, o valor contratado pode ser menor. Afinal de contas, caso ele não esteja mais presente ou atuante, o orçamento familiar não será tão prejudicado, provavelmente sofrendo um impacto menor.

O fundamental é entender que o seguro de vida, seja ele temporário ou vitalício, é uma garantia importante, capaz de proteger aquelas pessoas mais queridas para o segurado em um momento em que ele está impossibilitado de prestar esse auxílio.

Mas atenção: como existem diversas empresas que oferecem um amplo leque de coberturas, é importante avaliar tudo com muito cuidado para escolher a opção ideal para suas necessidades e expectativas. Também é importante estar informado em relação aos riscos que são excluídos de indenização. Entre eles podem estar:

• manuseio e uso de material nuclear, assim como acidentes com materiais dessa natureza;
• operações ou atos de tumulto, rebelião ou declaração de guerra;
• doenças existentes previamente à contratação do seguro de vida, mas que foram ocultadas na declaração de saúde;
• suicídios cometidos antes do fim do período de carência de 48 meses;
• atos ilícitos que tenham como objetivo obter vantagens indevidas;
• lesões causadas por doenças relacionadas ao trabalho, esforço repetitivo ou enfermidades semelhantes.

materiais educativos

Mas, afinal, como o seguro de vida funciona?

O seguro de vida é um produto oferecido pelo mercado que tem como objetivo garantir proteção de patrimônio ao segurado e a seu núcleo familiar, além de promover o planejamento de sucessão de uma forma mais organizada.

É preciso ter sempre em mente que ninguém está totalmente imune a eventualidades negativas. Especialmente por isso é que o seguro de vida é importante, oferecendo auxílio financeiro em caso da ausência ou da impossibilidade temporária do principal provedor da família.

O pagamento do seguro e o próprio valor da indenização são definidos por contrato — conhecido como apólice. Esse documento especifica todas as coberturas incluídas, entre as quais podem estar:

• morte e invalidez permanente — coberturas básicas;
• invalidez permanente parcial ou total causada por acidente;
• invalidez total causada por acidente;
• invalidez funcional causada por doença;
• despesas odontológicas, médicas e hospitalares;
• diárias com gastos em internação hospitalar;
• casos graves de doenças.

Para ter acesso ao valor da indenização, o segurado deve se comprometer a realizar os devidos pagamentos das mensalidades estipuladas em contrato, além de comunicar a seguradora sempre que acontecer alguma eventualidade.

Neste post, falamos sobre seguro de vida temporário, assim como sobre suas indicações e diferenças em relação ao seguro vitalício. Ficou interessado em saber mais? Entre em contato com um de nossos corretores aqui!

Agora, se você está mais interessado em um seguro vitalício, acesse a nossa loja online para conhecer nossos produtos.