Seguro de vida familiar: como funciona?

Seguro de vida familiar: como funciona?

Ninguém discorda que um seguro de vida é sinônimo de precaução, mesmo que ainda não tenha um. Graças a ele, dá para ter estabilidade em quaisquer circunstâncias, como doenças e acidentes. Mas seja franco: quando você pensa em seguro de vida, pensa só em você? É bem provável que você tenha respondido não e até achado a pergunta sem sentido, não é mesmo? É claro, a modalidade individual de seguro de vida não resguarda a sua família e a todos que você ama. Por isso, hoje existe a possibilidade de fazer um seguro de vida familiar!

Mesmo sendo a opção lógica quando você tem uma família e dependentes, ela é pouco conhecida. Para esclarecer suas dúvidas sobre o tema, o post de hoje explica tudinho sobre um seguro de vida familiar. Vamos lá?

Quais são os diferenciais desse seguro?

Um seguro de vida familiar, como o próprio nome diz, oferece cobertura para o casal, de todos os tipos. Quando você opta por um, não só vai garantir sua ampla tranquilidade, mas também de todas as pessoas por cuja felicidade e conforto você é responsável.

O seguro oferece coberturas diversificadas e a possibilidade de estender algumas proteções para o seu cônjuge. Nesse caso, os filhos ficarão ainda mais protegidos, já que sabem que, caso aconteça algo a um de seus pais, terão os recursos necessários para não passar dificuldades.

Entre as demais vantagens desse tipo de seguro, está a participação em sorteios mensais. Eles são realizados pela Loteria Federal e permitem que o grupo familiar tenha a chance de receber recursos extras, para melhorar ainda mais suas condições de vida.

Quais são os tipos de cobertura do seguro de vida familiar?

As coberturas possíveis do seguro familiar variam de acordo com as necessidades de quem o contrata. Entre as mais básicas, estão:

• morte acidental;

• morte por qualquer causa, ocorrida de forma natural ou acidental;

• invalidez permanente total ou parcial, causada por acidente, e invalidez funcional, causada por alguma doença que gere a perda de autonomia.

A depender das demandas ou preferências de cada família, é viável se valer das coberturas adicionais. Elas trazem ainda mais proteção para todos os envolvidos, e incluem:

• cobertura estendida para o cônjuge;

• diária por incapacidade temporária, para quem depende da renda e a perde se ficar afastado;

• assistência se algo acontecer com domésticas e/ou para a saúde, como auxílio nutricional e assistência funeral individual ou familiar, estendida a cônjuges e filhos menores de 21 anos.

materiais educativos

Quando a família pode acionar o benefício?

O acionamento do seguro vai depender das coberturas e das condições postas em contrato. De qualquer forma, ficar por dentro dos procedimentos para contatar a equipe de atendimento da seguradora é muito importante, pois garante a efetividade do que houver sido combinado na hora em que sua família precisar.

Na hipótese de falecimento do segurado ou cônjuge (em caso de cobertura estendida), a família pode acionar a indenização. Da mesma forma, quando os segurados ficam impedidos de trabalhar, total ou parcialmente, temporária ou permanentemente, é possível acionar o benefício, conforme o estipulado em contrato.

Em alguns casos, quando contratadas, são pagas diárias durante o tempo de incapacidade. Em outros, um quadro de doença incapacitante permite antecipar a indenização por falecimento.

Doenças terminais também podem motivar o recebimento do benefício como um meio de deixar a família mais preparada e bem amparada.

Já no caso dos serviços de assistências, como a assistência residencial, a família fica ainda mais assegurada. Se for necessário fazer um conserto na casa, por exemplo, desde que coberto pela apólice, é possível chamar o pessoal da seguradora.

Seguro contra acidentes pessoais e seguro de vida: quais as diferenças?

Os seguros contra acidentes pessoais têm uma cobertura bastante autoexplicativa: são válidos somente para morte e invalidez permanente (parcial ou total), decorridas exclusivamente por acidente.

Esses seguros são indicados para o público geral, mas especialmente para aqueles trabalhadores que atuam por conta própria e que necessitam de boas condições físicas para realizar suas atividades.

Por ter uma cobertura menos ampla do que a do seguro de vida, os seguros de acidentes pessoais geralmente custam menos do que a primeira opção e não costumam ter preços alternados para jovens ou idosos.

Já os seguros de vida têm a finalidade de proteger e garantir as finanças dos seus familiares ou dependentes no caso de sua ausência. As coberturas abrangem o que está especificado no contrato, como morte ocorrida tanto por causa natural como acidental, despesas médicas e doenças graves, além de invalidez parcial, total, funcional ou laborativa.

Por que o seguro de vida familiar é a melhor opção para todos?

A tranquilidade é a palavra-chave quando se fala de um seguro de vida familiar. Com uma apólice que ofereça coberturas diversas, todos os integrantes da família ficam mais sossegados em relação ao futuro.

Não é difícil concluir que o seguro de vida familiar é também bem mais proveitoso que o individual, cuja cobertura está vinculada somente a uma pessoa. Ainda que você não tenha filhos, certamente tem pessoas que você ama e que poderia incluir como suas beneficiárias.

Com um seguro de vida, a apólice é organizada exatamente com o foco na proteção de todos os contemplados, sejam eles quem for, e quais você escolher. Isso faz dele a melhor opção para quem quer garantir segurança e acolhimento a quem você ama, não importa o que aconteça.

Imagine, por exemplo, que você seja o provedor principal da casa e uma doença incapacitante, ou mesmo lesão por esforço repetitivo em algum membro, o impeça de trabalhar temporária ou permanentemente. Sem a proteção de um seguro de vida, sua família teria não apenas que lidar com a sua nova realidade, mas também com uma possível carência de recursos materiais.

Como funcionam os seguros de vida familiar?

É bastante comum que os contratantes tenham dúvidas em relação ao funcionamento desses seguros. Veja, agora, alguns dos questionamentos e suas explicações:

Como os seguros são calculados?

Os preços dos seguros de vida familiar são calculados com base na idade dos contratantes. Algumas seguradoras estabelecem restrições para pessoas idosas ou acima de 65 anos de idade. As renovações do seguro também levam a idade do segurado em consideração na hora dos cálculos.

Quem pode ser beneficiado?

O contratante tem o direito de escolher livremente os beneficiários do seu seguro de vida. Pode ser tanto o cônjuge quanto os filhos ou familiares. A substituição dos indicados por outros também pode ser realizada quantas vezes o contratante quiser.

Vale lembrar que a indenização, em caso de necessidade, sempre será paga aos beneficiários indicados na apólice do contrato. Isso vale para os nomes especificamente mencionados, sendo eles ou não familiares diretos do segurado.

Como a indenização dos seguros não é considerada como herança, não são necessariamente os herdeiros que receberão os valores. O que prevalece são sempre os nomes indicados pelo contratante na apólice do seguro.

O que acontece se não houver beneficiário no contrato?

Quando há a falta de indicação de segurados, segundo o artigo 792 do Código Civil, metade do capital é pago ao cônjuge (judicialmente não separado) e a outra metade é destinada aos herdeiros do contratante.

No caso de seguros de vida contratados como garantia de pagamento de dívidas, existe a exceção de o valor ser destinado a esse fim, por exemplo, para a quitação de empréstimo pessoal feito pelo contratante.

Como saber se devo contratar um seguro?

Seguro de vida familiar

Um seguro de vida não é, necessariamente, indicado para todas as pessoas do mundo. Mas existem duas perguntas que você pode se fazer para saber se essa condição se aplica a você: existem outras pessoas que são financeiramente dependentes de mim? No caso da minha ausência, essas pessoas ficariam bem amparadas?

Se suas respostas foram “sim” e “não”, então muito provavelmente um seguro de vida familiar é uma opção válida para você.

Por se tratar de uma forma de proteção aos herdeiros ou familiares em casos de fatalidade, o seguro de vida é recomendado às pessoas que tenham dependentes financeiros e que querem viver uma vida tranquila e livre de preocupações relacionadas a esse fator.

Pensando nisso, antes de fechar a contratação do seguro, você também pode avaliar as seguintes questões:

• Como posso me preparar financeiramente para cuidar da minha família?

• Qual é o valor mensal que minha família precisa para pagar as contas e viver bem na minha ausência?

• Por quanto tempo minha família precisará de auxílio financeiro?

• O seguro cobre as minhas necessidades e da minha família?

• Os valores do seguro se encaixam no meu orçamento?

Uma vez que você tiver essas respostas, já pode começar a solicitar orçamentos e analisar as corretoras mais sólidas do mercado, capazes de auxiliar você nessa importante decisão de fechar um seguro de vida familiar.

Como escolher a melhor corretora?

O processo de contratação de um seguro de vida é relativamente tranquilo, e muitas vezes pode até mesmo ser realizado no próprio site da corretora.

Para fazer a contratação do benefício, você deve pesquisar as seguradoras que o oferecem. É cada vez mais comum ver os seguros de vida familiar entre as opções das seguradoras, então, você terá muitas à sua disposição.

Como se trata de um seguro de vida, é preciso ser bastante honesto ao responder às diversas questões, principalmente as relacionadas sobre seus hábitos, condições de saúde e idade. Com base em tudo isso, é definido um valor para ser pago mensalmente e garantida a vigência do contrato.

Para encontrar o melhor serviço para você e sua família, leve em consideração não somente o valor pago aos beneficiários ou o preço do seguro em si, mas também outras questões, como:

• credenciamento da corretora na Superintendência de Seguros Privados (SUSEP);

• solidez e reputação da empresa no mercado;

• expertise dela no segmento;

• atendimento ao cliente nos mais diversos canais;

• recomendações e experiência de segurados antigos.

Além disso, é importante ficar bastante atento aos esclarecimentos da empresa sobre o contrato. Você precisa ter a certeza de que suas imposições estarão mencionadas no seguro e que serão atendidas. Portanto, não se sinta intimidado na hora de fazer perguntas em relação às condições da apólice.

Confira, ainda, outros pontos a serem considerados na hora da contratação:

Coberturas oferecidas

As coberturas devem estar presentes e bem especificadas no contrato de uma seguradora séria e confiável. Também é possível customizar o seguro de acordo com o que você e sua família mais precisam em curto e longo prazo.

Aqui, também são definidas as condições da apólice, o valor a ser pago em cada caso e a lista dos beneficiários — quem receberá o valor do seguro caso lhe aconteça qualquer imprevisto.

Para garantir uma parceria de sucesso, leia atentamente o contrato da empresa para ficar ciente de todas as coberturas que ela oferece. Assim, você terá a certeza de que, caso algum acidente aconteça com você, sua família terá a proteção financeira que merece.

Limite de idade

Os seguros de vida, por tratar diretamente de casos envolvendo falecimento ou invalidez, podem apresentar restrições relacionadas à idade do segurado. Portanto, para que você não corra o risco de pagar excessivamente por um seguro ou enfrentar essas restrições, existem basicamente duas opções que você pode buscar junto à corretora:

CONTRATAR UM SEGURO DE VIDA DE LONGO PRAZO, ENQUANTO MAIS JOVEM

Essa é a alternativa mais indicada, uma vez que um seguro de longa vigência contratado quando você não se encaixa na faixa de restrição de idade pode ser muito mais vantajoso e econômico.

CONTRATAR UM SEGURO PARA PESSOAS NA TERCEIRA IDADE

Nesse caso, a ideia é procurar por seguros especiais que aceitem pessoas de terceira idade e que ofereçam a cobertura por um bom tempo. Esse é um mercado em crescimento, uma vez que a expectativa de vida aumenta a cada ano. Porém, pode apresentar preços mais elevados.

O que podemos concluir?

O seguro de vida familiar é muito importante para cuidar das pessoas que você mais ama. De contratação fácil, versátil e personalizada, pode-se garantir que as coberturas sejam feitas sob medida para as principais necessidades de seus familiares e entes queridos.

Agora que você já sabe como funciona e conhece tudo sobre o seguro de vida familiar, já pode fazer a melhor contratação para você e seus dependentes.

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre como cuidar da vida financeira da sua família? Baixe nosso e-book Checklist Completo do Planejamento Financeiro!

Quer saber mais sobre como cuidar de você e da sua família? Simule aqui e descubra quanto custaria esse seguro para você e sua família.

Descubra 6 motivos para contratar um seguro de vida hoje mesmo!

seguro ideal