Tudo o que você precisa saber sobre score de crédito

Tudo o que você precisa saber sobre score de crédito

Toda pessoa interessada em finanças pessoais deveria saber o que é score de crédito. Ele é um fator de grande influência para a obtenção de financiamentos, empréstimos ou outras modalidades de compras parceladas disponíveis no mercado.

O detalhe é que nem todo mundo realmente entende como funciona o score, apesar de já ter ouvido falar dele em algum momento.

Isso acontece, em geral, porque o score é composto por diversos fatores, que podem variar periodicamente por influência de mudanças de comportamento do consumidor. Também porque faz bem pouco tempo que o brasileiro despertou para a educação financeira, o que é uma notícia muito boa.

Neste post, vamos falar sobre o tema, abordando a composição e o funcionamento do score, com seus principais pontos.

Também vamos dar dicas que podem ser usadas para quem está em busca de aumentar seu score e, consequentemente, seu poder de compra e obtenção de crédito de uma maneira geral. Acompanhe!

O que é score de crédito?

Saiba tudo sobre score de crédito

Para saber o que é score de crédito, comecemos por traduzir a palavra “score”. Ela significa, literalmente, ponto ou pontuação. Em uma dinâmica de jogo, por exemplo, o score é o total de pontos obtidos por cada participante ou pela equipe competidora.

Com isso em mente, podemos dizer que o score de crédito é uma pontuação que demonstra o potencial de um consumidor. Com ele, credores e instituições financeiras acessam e analisam a credibilidade de uma pessoa; a partir daí, decidem se fornecem, estendem ou negam uma linha de crédito ou uma venda parcelada.

Em outras palavras, trata-se de uma ferramenta de consulta usada pelas empresas na hora de fazer a análise para aprovar ou não o crédito para determinado cliente.

O score também pode, e deve, servir como um termômetro para os próprios consumidores — uma maneira prática de acompanhar seu potencial como elegível ou não para obtenção de crédito.

A definição do score de crédito é feita com base no padrão de comportamento do consumidor ao longo dos anos, além de dados como idade, renda, endereço e estado civil.

No Brasil, o score é realizado pela Serasa Experian. Disponível para consulta na internet, ele é organizado em uma escala que vai de 0 a 1000. Cada pessoa é pontuada de acordo com determinados fatores, como pagamento das contas em dia, histórico de dívidas negativadas, relacionamento financeiro com as empresas e dados cadastrais atualizados.

materiais educativos

Pela tabela do score de crédito, os consumidores são classificados em três grupos de acordo com sua pontuação:

• de 0 a 300 pontos: consumidores que apresentam alto risco de inadimplência pelos próximos 12 meses;

• de 301 a 700 pontos: aqueles que têm risco médio de inadimplência pelos próximos 12 meses;

• de 701 a 1000 pontos: baixo risco de inadimplência pelos próximos 12 meses — e, portanto, mais facilidades de obtenção de crédito.

As empresas que utilizam o score como um dos parâmetros para conceder empréstimos ou realizar vendas em crediário estão, normalmente, dentro dos seguintes segmentos do mercado:

• varejo em geral;

• telefonia;

• TV a cabo e outros serviços de assinatura;

• setor bancário e financeiro;

• prestadores de serviços em geral.

Em suma, como a pontuação score é usada como referência no mundo todo, é extremamente importante que os consumidores cuidem desse aspecto com atenção.

Por que é importante ter um bom score de crédito?

Quanto mais alta é a pontuação do score de crédito, maiores são as possibilidades de o cliente honrar com seus compromissos financeiros assumidos pelo próximo ano.

Nesse contexto, é claro que consumidores com um score elevado conseguem melhores condições de pagamentos e taxas diferenciadas.

Na prática, ter um bom score é importante, uma vez que as empresas usam essa ferramenta como componente complementar da análise de perfil — além de metodologias próprias, desenvolvidas de acordo com suas necessidades.

O consumidor pode consultar seu score online, acompanhando seu histórico e sua evolução ao longo do tempo. E não se preocupe se a pontuação estiver abaixo do esperado, porque é possível tomar atitudes para aumentá-la.

Mais adiante, nós mostramos como fazer o cadastro e acompanhar seu score regularmente. Continue lendo.

Por que um score de crédito baixo é ruim?

Quem em algum momento precisou solicitar crédito no mercado já pode ter ouvido a justificativa de que o score era baixo para a negação da concessão.

Isso acontece porque, quando uma empresa aplica seu dinheiro, ela precisa ter a certeza de que vai recebê-lo de volta. E essa segurança é verificada a partir de um rigoroso processo de análise.

Nesse processo, o score surge como um ponto decisivo, uma vez que demonstra o modo como o potencial cliente tem se comportado com as demais empresas, exemplificando assim seu padrão de ações.

A matemática não mente. Se o score é baixo, as condições impostas na hora de fechar negócio podem ser pouco favoráveis, com altas taxas de juros ou mesmo a negação do benefício solicitado.

Como e onde acompanhar o score de crédito?

Qualquer brasileiro pode acompanhar seu score de crédito por meio do site Serasa Consumidor.

O passo a passo para cadastro e acompanhamento do score no portal é bastante simples.

1. Acesse serasaconsumidor.com.br.

2. Clique no menu “cadastrar”, no alto da página à direita.

3. Para acelerar o processo, você pode se cadastrar usando sua conta no Facebook ou no Gmail.

4. Em seguida, preencha os outros dados que faltam: CPF, data de nascimento etc.

5. Ao entrar no portal, você vai ter seu score no alto da página; também terá dicas de como melhorá-lo nesse mesmo ambiente online.

6. Ative também o Cadastro Positivo. Com ele ativado, seu score também poderá melhorar — entenda melhor no próximo tópico.

O ideal é que o consumidor faça um acompanhamento periódico de seu score. Para isso, basta criar uma rotina de acesso ao site.

Dentro do portal, também são apresentadas as dívidas em aberto que possivelmente o consumidor tenha. Se não houver registro de débitos, a mensagem “você não possui dívidas em seu nome” também estará bem visível.

A Serasa não disponibiliza um histórico do score no portal, por isso é recomendado anotar a pontuação em cada acesso para verificar a evolução.

Você pode abrir uma aba na sua planilha de controle financeiro, por exemplo. Isso ajuda a verificar as altas e baixas da pontuação, visualizando na prática como a gestão de finanças pessoais impacta nesse importante índice.

Outro ponto importante: a Serasa só disponibiliza o score de crédito para as empresas e para o consumidor titular. Isso significa que uma pessoa não pode verificar o índice de outra, o que torna tudo bastante confidencial.

O que é o Cadastro Positivo e como ele influencia o score de crédito?

O Cadastro Positivo é, basicamente, uma base de dados na qual as empresas ficam responsáveis por enviar informações sobre o relacionamento comercial dos consumidores cadastrados. A adesão a ele é gratuita.

Normalmente, o histórico de crédito (positivo ou negativo) começa a ser recebido pela Serasa sete dias depois da ativação realizada pelo cliente.

Os dados que compõem o cadastro positivo abrangem: financiamentos, cartões de créditoempréstimos com bancos e com o comércio e outras contas que o consumidor paga mensalmente.

Afinal, como o score de crédito é calculado?

Até aqui você já entendeu o que é score de crédito, por que é ruim que ele esteja baixo, por que mantê-lo alto e como se cadastrar na Serasa para acompanhá-lo. Mas, como é calculado o score na prática?

A fórmula de cálculo em si não está disponível para o público. O que se sabe é que o cálculo é realizado considerando as informações mais relevantes para a análise de risco de crédito.

Podemos chamar essas informações de métricas, ou seja, parâmetros de mensuração que quantificam tendências, comportamentos ou variáveis. Essas métricas estão disponíveis na base de dados da Serasa e abrangem: histórico de consumo e informações cadastrais negativas e positivas (a partir do cadastro positivo na Serasa).

É importante ter em mente que as alterações no score não acontecem de maneira imediata. Por exemplo, se o consumidor quitar uma dívida e limpar seu nome, a pontuação ainda vai demorar um tempo para aumentar — uma vez que o que conta é o histórico, e não momentos e eventos específicos.

Quais são as principais dúvidas sobre o score de crédito?

Algumas dúvidas são bastante frequentes para os consumidores brasileiros quando se fala em score de crédito. Confira, a seguir, as respostas a esses questionamentos.

Posso pagar para aumentar o meu score?

Não, a pontuação não pode ser modificada mediante pagamento. O que se avalia é o comportamento de compra e pagamentos dos consumidores, e não o poder aquisitivo.

Desde quando o score de crédito existe no Brasil?

Apesar de já existir há muitos anos nos Estados Unidos e na Europa, o Score Serasa foi lançado em 2017 no Brasil.

Pagar minhas contas em dia ajuda no score?

Sim, o pagamento em dia é um dos critérios que demonstram o quão bom pagador é um consumidor. E isso ajuda a manter o score alto ou aumentá-lo.

Por que meu score mudou da última vez que eu acessei?

Quando o score cai é porque alguma conta foi atrasada ou porque a pessoa entrou no cadastro de devedores. Quando ele sobe, pode significar que o consumidor finalizou o pagamento de um financiamento em dia ou que pagou suas faturas nos vencimentos, sem atraso, por exemplo.

Por que minha pontuação pode ser diferente entre diferentes credores?

É preciso ter em mente que o score de crédito é apenas um dos critérios de avaliação usado pelas empresas. Ele tem um grande peso, mas não é o único.

Algumas companhias também usam suas metodologias próprias — que podem incluir, por exemplo, o histórico de seu relacionamento comercial com os clientes.

Como melhorar o score de crédito?

Ter um bom score de crédito devolve o poder de compra

O ranking do score de crédito acontece de maneira dinâmica. Isso quer dizer que tudo pode mudar conforme as informações dos clientes vão sendo modificadas.

Mas consumidores que estão com uma pontuação baixa têm a possibilidade de aumentá-la, sim. Para isso, é necessário recorrer a algumas ações.

Confira as principais!

Negociação de dívidas atrasadas para limpar o nome

O primeiro passo para aumentar a pontuação do score é garantir um nome limpo no mercado. E isso significa estar sem dívidas atrasadas relacionadas ao CPF cadastrado.

Caso exista alguma pendência nesse sentido, é preciso negociar para regularizá-la o mais rapidamente possível. Depois do pagamento devido, as empresas têm até cinco dias úteis para retirar o nome do cliente do cadastro negativo.

Pagamento das contas com pontualidade

Uma vez negociadas e pagas eventuais dívidas, é fundamental evitar atrasar a quitação de novas contas.

O esforço aqui deve ser no sentido de adotar a pontualidade como hábito, uma vez que esse é um fator relevante para a soma de novos pontos, que podem aumentar gradativamente o score.

Realização de cadastro positivo na Serasa

O cadastro positivo funciona como uma espécie de currículo do comportamento financeiro do consumidor. Ali são especificadas informações sobre as ações de compra e venda realizadas no mercado.

O cadastro positivo é regulamentado pela Lei 12.414, de 2011. Ela determina quais empresas podem ter acesso aos dados cadastrais, o que pode ser fornecido, quem pode autorizar a divulgação das informações e como esses dados podem ser usados.

Com o cadastro positivo, as empresas têm uma fonte confiável para avaliação de crédito, o que aumenta as possibilidades de condições e taxas muito mais favoráveis.

Atualização dos dados na Serasa

É muito importante manter os dados cadastrais sempre atualizados para que a avaliação seja feita com base em períodos correntes.

Para realizar o procedimento, basta acessar o site da empresa responsável, preencher o formulário e enviar os documentos necessários, conforme especificações apresentadas.

Consistência no planejamento financeiro

O ideal é adotar um planejamento financeiro eficiente, de acordo com a sua realidade, a fim de conseguir reorganizar as finanças e voltar a operar no azul.

Com certeza, essa postura será vista com positividade pelo mercado, uma vez que demonstra a preocupação e a disposição do consumidor em cumprir com os acordos assumidos — e, principalmente, em arcar com as suas responsabilidades.

Lembre-se: quanto mais confiável o consumidor é, menores são os riscos de inadimplência que ele oferece às empresas. E é claro que esse aspecto é extremamente favorável para a aprovação de seus pedidos de crédito.

Como você viu, neste post falamos sobre como uma boa pontuação no score de crédito pode ser útil para facilitar aprovação de financiamentos, empréstimos e assim por diante.

Com conhecimento sobre o que é score de crédito e os critérios de sua formação, é possível adotar uma estratégia eficiente para aumentar gradativamente a pontuação, garantindo assim melhores condições e taxas. Que tal, você está pronto para virar esse jogo?

Nós ajudamos você a entender o que é score de crédito? Assine a nossa newsletter para ter acesso a outros conteúdos relevantes como este, além de novidades sobre o mercado e nossos produtos e serviços!

seguro ideal

  • Publicado

    30 de abril de 2019

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Finanças pessoais