Saúde mental e finanças: equilibre esses pontos em sua vida

Saúde mental e finanças: equilibre esses pontos em sua vida

Aquele ditado que diz que dinheiro não traz felicidade pode até fazer sentido, já que muitas vezes as alegrias vêm das coisas mais simples. Mas verdade seja dita: a falta de dinheiro costuma causar muita preocupação e até problemas mais profundos no dia a dia. Sim, existe uma ligação direta entre saúde mental e finanças!

Obviamente, ter grandes quantias no banco não significa ser melhor ou pior do que ninguém. Mas a verdade é que contar com uma situação financeira equilibrada, que garanta que as contas serão pagas no fim do mês, é sim sinônimo de tranquilidade para qualquer um. Saber lidar com esse recurso é, portanto, importantíssimo para se ter uma vida tranquila e cheia de bem-estar.

Preparamos este conteúdo para fazê-lo pensar nas relações entre esses fatores, de forma a conseguir equilibrar esses assuntos na sua rotina. Confira!

Relação entre saúde mental e finanças

saúde mental

É inevitável falar sobre saúde financeira sem considerar a saúde mental de um indivíduo, já que esses pontos estão intimamente conectados. Tanto no aspecto positivo como no negativo, uma boa saúde financeira impacta diretamente na mental, proporcionando mais relaxamento e qualidade de vida.

O fato é que, para atingir essa plenitude, a saúde financeira precisa ser tão bem cuidada quanto a mental. Quando uma pessoa está com problemas emocionais, como excesso de estresse, cobrança profissional ou outras questões que causam dispersão e preocupação, a área das finanças é imediatamente impactada.

Comumente, o dinheiro é encarado de forma displicente, usado para bancar compras desnecessárias que podem desequilibrar o orçamento. Quando essas contas excedem o limite e a dificuldade de cumprir o pagamento das dívidas aparece, a saúde financeira fica abalada.

Em resumo: a lógica aponta que problemas financeiros influenciam os danos à mente e vice-versa. Logo, se a saúde mental de uma pessoa não estiver em dia, as chances do aparecimento de dívidas aumentam, podendo gerar ainda mais ansiedade e até casos de depressão.

Problemas causados pelo desequilíbrio

As principais consequências causadas por problemas financeiros costumam se refletir em mau humor, isolamento social, irritação, desatenção e falta de produtividade. Isso sem falar que estar endividado pode levar uma pessoa a desenvolver vícios destrutivos, como o uso excessivo de álcool, cigarro e drogas ilícitas.

Esse conjunto de ações, somado ao aparecimento quase inevitável de doses de culpa e vergonha, pode impedir que o indivíduo busque ajuda de amigos, familiares e até profissionais da saúde. O perigo dessa atitude surge em forma de negação da situação, o que aumenta as dívidas e o estresse.

Nessa hora, é preciso muita coragem para reconhecer o momento atual e admitir a existência do problema. É só assim que os quadros financeiro e mental podem ser revertidos e, aos poucos, curados.

Então entenda: não basta apenas conseguir dinheiro para quitar dívidas, mas sim trabalhar para resolver a raiz dos problemas, mudando padrões de consumo e de entendimento do dinheiro, de forma que as adversidades financeiras não voltem a ocorrer.

Confira a seguir algumas dicas importantes de como equilibrar esses dois fatores tão importantes para a vida de qualquer pessoa!

Dicas para melhorar a saúde financeira

saúde mental

Cuide do orçamento

O primeiro passo para melhorar a saúde financeira e, consequentemente, a saúde mental é ter uma visão realista das suas necessidades ao controlar com consciência todos os seus gastos e também suas receitas.

Esse controle serve para que você conheça seu estilo de vida e identifique com clareza suas maiores fontes de gasto. Assim, é possível fazer os devidos ajustes. Mudar hábitos de consumo nem sempre é uma tarefa simples, mas é fundamental para colocar as finanças em dia e cuidar do seu planejamento pensando em quitar dívidas e atingir objetivos futuros.

Quite suas dívidas

Nada como ter a sensação de um recomeço sem dívidas, certo? Com o orçamento controlado, é hora de analisar seus débitos e dedicar seus esforços para quitá-los. Eliminar essas pendências da sua lista e da sua mente proporcionará um grande alívio e maior bem-estar.

Com esse passo concluído, você pode começar a dedicar uma porcentagem da sua renda para montar uma reserva de emergência e, quem sabe, até mesmo começar a investir.

seguro ideal

Foque na temporariedade

Toda falta de dinheiro pode ser reversível quando a mente consegue buscar o equilíbrio. Com isso em mente, acredite: fica bem mais fácil encontrar soluções eficazes para quitar pendências e acumular mais dinheiro.

O importante é eliminar o padrão de gastar de forma compulsiva como compensação por sua ansiedade ou outros sentimentos destrutivos. Sente-se com calma, coloque o orçamento no papel e liste as possibilidades de cuidar da situação financeira e da saúde mental. Essa é uma etapa importante até mesmo para quem não está afogado em dívidas, viu?

Invista em educação

Uma das melhores maneiras de evitar que os mesmos erros do passado se repitam é se munir de conhecimento. Cursos de finanças, especializações e outras qualificações são ativos que podem ajudá-lo não só a corrigir o que precisa ser corrigido, mas também a se preparar para agir de maneira mais consciente em situações futuras.

Tenha um seguro

A instabilidade é outro ponto que pode causar desequilíbrios na vida de uma pessoa. A perda de um parceiro ou a incapacidade de trabalhar por questões de acidente, por exemplo, podem prejudicar (e muito) o orçamento da casa. Mas o que fazer nesse sentido?

Contar com um seguro que vida que garanta que em casos como esses você tenha um apoio financeiro pode ser a solução de que você precisa para aliviar a pressão e a preocupação da mente.

Como você viu, a saúde mental e financeira são pilares fundamentais da qualidade de vida de qualquer pessoa. Uma não atinge sua plenitude sem que a outra esteja em equilíbrio. Por isso, é tão importante elaborar um planejamento financeiro e organizar constantemente essas áreas para assegurar um bem-estar completo!

Seguindo as dicas que trouxemos aqui hoje, você certamente pode começar a colocar esses fatores em ordem. Boa sorte!

Antes, porém, que tal assinar a nossa newsletter para ser o primeiro a receber mais conteúdos relevantes como este diretamente na sua caixa de entrada?

banner-newsletter-728x90