Como proteger o patrimônio com a ajuda de um seguro?

Como proteger o patrimônio com a ajuda de um seguro?

Um seguro é uma maneira de amenizar prejuízos em caso de situações graves ou inesperadas. Em se tratando de proteger patrimônio, a solução resguarda residências, equipamentos, condomínios e alguns outros bens, entre tudo aquilo no qual foram investidos tempo e recursos. Sendo assim, contratar um seguro também pode ser encarado para proteger o patrimônio.

O seguro patrimonial, classificado como seguro de bens, é uma forma de uma pessoa ou uma empresa resguardar seu patrimônio de grandes perigos. Afinal, nunca se sabe quando uma ocorrência pode deixar alguém desamparado, ocasionando desde despesas milionárias ou até mesmo a privação de posses que demandaram anos de esforço para a sua aquisição.

Devido à inevitável questão de correr riscos e à incerteza relacionada aos fatos que impactam o dia a dia, há um crescente interesse pela proteção patrimonial. Entenda neste artigo como a cobertura pode ajudar você a proteger seu patrimônio e a assegurar que você tenha mais tranquilidade!

Qual é a importância de proteger o patrimônio?

proteger o patrimônio

Existe uma frase de Paulo Coelho que diz: “O mundo está nas mãos daqueles que têm a coragem de sonhar e correr o risco de viver seus sonhos”.

Nós trabalhamos para ter uma vida mais confortável e com segurança financeira, mas o medo de que algo aconteça pode limitar você na realização de investimentos para os quais muito se esforçou e sonhou. Esse medo é até mesmo inerente ao ser humano.

Brené Brown lembra que “a vulnerabilidade é a nossa medida mais precisa de coragem” — e ela é natural, assim como o temor relativo ao risco de um roubo, incêndio ou desastre. Ninguém sabe o que vai acontecer no dia de amanhã, mas você pode se resguardar para conseguir usufruir dos seus bens sem tanto medo e insegurança.

O que é um seguro patrimonial?

A proteção patrimonial é uma tranquilidade a mais para que você saiba que seus bens estão protegidos. Também é uma maneira de se resguardar perante sua fonte de renda e de manter seu negócio ativo.

Ao pensar em gerenciamento de riscos, o seguro permite a transferência para uma seguradora da ameaça de perda ou dano ao patrimônio, até mesmo por terceiros. Essa seguradora, por sua vez, assume os riscos em troca de um prêmio.

É com o acúmulo de riscos que não se materializam que a seguradora consegue arcar com os danos sofridos por parte dos segurados em caso de sinistro, por meio das reservas acumuladas na contratação do serviço.

Portanto, proteger patrimônio com um seguro de bens é uma forma de divisão de perdas por meio da agregação do risco. O valor pago para assegurar uma residência contra incêndio, por exemplo, ou uma empresa contra roubos, costuma ser significativamente menor do que os danos que podem acontecer.

É claro que ninguém investe em seguro patrimonial pensando que o pior pode, de fato, ocorrer. Mas precaver-se ajuda a garantir a tranquilidade para realizar investimentos mais altos, ou mesmo adquirir bens com menos preocupação.

seguro ideal

Quais são os tipos de proteção patrimonial?

Existem dois grupos de seguro de patrimônios.

Bens físicos

O seguro patrimonial de bens físicos resguarda o patrimônio com cobertura contra explosões, quedas de raios, incêndios. São as chamadas proteções básicas, porque são obrigatórias. Também é possível adicionar outras coberturas contra uma série de eventos naturais, contra roubos e furtos etc.

De responsabilidade civil

O seguro patrimonial de responsabilidade civil protege o segurado de danos corporais ou materiais causados a terceiros. É ele que garante a indenização ao segurado por danos não intencionais, corporais ou materiais, por exemplo.

É importante lembrar que as coberturas não são rígidas — um seguro patrimonial pode ser ampliado com adicionais que estendem a abrangência da proteção. É o caso da oferta de Assistência 24h, com serviços de consertos e reparos.

Quais são as vantagens de um seguro patrimonial?

A ideia de perder ou de ver deteriorar os bens pelos quais você trabalhou, economizou e investiu pode tirar o sono de muitas pessoas. Isso é natural. Nesse contexto, saiba que investir em segurança garante tranquilidade e que essa é a principal vantagem de um seguro patrimonial.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae, 36 a cada 100 brasileiros adultos conduzem alguma atividade empreendedora. Ou seja, já em 2017 existiam 50 milhões de pessoas que têm sua renda ligada ao próprio trabalho. Grande parte desses são micro e pequenos empreendedores, que podem usufruir da garantia de produção do seguro patrimonial como uma tranquilidade a mais.

No escopo da cobertura patrimonial há a segurança empresarial, de condomínios, hoteleira, bancária, entre outras. Trata-se de uma alternativa que garante que seus negócios nunca parem, nem mesmo em casos de imprevistos. Entretanto, não são apenas os empreendedores que se beneficiam de um seguro de bens. Em caso de sinistro, a despesa fixa pode ser transformada na prevenção das perdas patrimoniais.

O seguro para patrimônios:

• reduz os riscos de gastos elevados após incidentes;

• é uma medida de cautela e proteção;

• permite assistência para amenizar prejuízos graves;

• auxilia no pagamento de indenizações.

Lembrando que as particularidades da cobertura do seguro patrimonial estão indicadas na apólice e devem ser verificadas antes da contratação.

Como funciona um seguro para patrimônios?

Para proteger patrimônio, a pessoa ou empresa contrata uma seguradora, que cobra um preço em troca da proteção do bem informado. Esse valor chama-se prêmio, enquanto o contrato leva o nome de apólice.

A apólice traz todas as informações do contrato de seguro, assim como a aceitação do risco por parte da seguradora. Essa mesma apólice contém informações relevantes, como sobre a cobertura de riscos, quais são as garantias, os beneficiários, o valor do prêmio, possíveis exclusões etc.

O que avaliar antes de escolher uma seguradora?
A escolha adequada de uma seguradora é essencial para que o seu patrimônio esteja bem assegurado — o mesmo vale para um seguro de vida.

Ao pesquisar sobre as possibilidades, avalie:

• solidez financeira da empresa;

• reputação da companhia;

• tempo de mercado do segurador;

• volume de atendimento;

• histórico de pagamento de benefícios;

• transparência das informações;

• facilidade de acesso às informações;

• cadastro vigente na Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgão que regula o ramo.

Em resumo, analise se a empresa de seguros se encaixa nas suas necessidades e se tem uma reputação sólida, além de uma estrutura robusta para atender a cartela de clientes e cumprir com suas obrigações.

Depois desta leitura, você está pronto para proteger patrimônio, tanto na sua empresa quanto em sua casa. Não deixe para depois!

Assim como proteger o patrimônio, é muito importante colocar no seu planejamento financeiro um seguro de vida que garanta a sua tranquilidade. Para encontrar a melhor cobertura, entre em contato com a Mongeral Aegon!

materiais educativos