Jogo de educação financeira para crianças

Jogo de educação financeira para crianças

Orçamento, poupar, escolher o que comprar de forma consciente, esperar para conseguir o que deseja, todos estes são conceitos devem ser inseridos na educação financeira de uma criança. Desde 2012, educação financeira está no currículo das escolas públicas. Em países como a Nova Zelândia, o analfabetismo financeiro é quase zero. Estes tipos de projetos diminuem a desigualdade social e o número de pessoas endividadas no país. Portanto, quanto mais cedo este assunto for introduzido na rotina da criança melhor será a relação dela com as suas finanças. Mas como ensinar seu filho de uma forma lúdica, com atividades simples e ainda se divertindo? A resposta é simples: com o jogo de educação financeira dos Quatro Porquinhos!

Uma atividade lúdica que ensina a lidar com o dinheiro

O jogo de educação financeira é baseado em uma atividade que ensina a criança sobre o valor do dinheiro e como ela deve poupar para conseguir realizar seus sonhos. A primeira etapa, “A conquista”, propõe uma série de atividades para que você, em casa, possa ensinar o que é um salário e o valor do trabalho. É possível negociar com a criança algumas tarefas que fiquem sob responsabilidade dela para fazer jus à mesada ou semanada, dependendo da idade da criança. O ideal é que você comece a dar semanada a partir dos 5 ou 6 anos de idade, dependendo do nível de amadurecimento do seu filho.

É importante não vincular a mesada ao desempenho na escola, comportamental ou valores. Essas já são funções das crianças que devem ser cumpridas, independente de dinheiro. Mas mostre que ajudar nas tarefas da casa, levar o cachorro para passear, por exemplo, pode ser útil para que ela entenda o valor do trabalho.



Livros sobre educação financeira para crianças

Com a segunda etapa, “Os quatro porquinhos”, você ensina o que é poupar e sobre investimentos a longo prazo.  É importante falar também sobre escolhas financeiras. Ela deve entender que quando ela escolhe algo para comprar, está renunciando outra coisa. Numa ida ao shopping, ao entrar em uma loja de brinquedos, ela deve avaliar se quer um brinquedo mais simples ou se não é melhor esperar um pouco mais para juntar dinheiro suficiente para comprar algo melhor.

Aos poucos ela vai entender que não pode sair comprando nem pedindo tudo o que vê pela frente. Tão ou mais importante que explicar esses conceitos é dar o mesmo exemplo. Evite compras por impulso. Principalmente na frente das crianças. Seja coerente com o que está ensinando e forme futuros consumidores conscientes.

Clique e baixe o jogo dos quatro porquinhos.

Leia mais sobre educação financeira infantil:

10 dicas de como falar sobre educação financeira infantil

Empreendedorismo infantil: incentive seu filho a ter criatividade e iniciativa

Os erros e acertos em dar mesada para os filhos