10 hábitos financeiros de pessoas de sucesso

10 hábitos financeiros de pessoas de sucesso

Novos hábitos financeiros não nascem da noite para o dia. Para desenvolver comportamentos saudáveis, que beneficiem a vida e forneçam segurança para o futuro, é preciso dar o primeiro passo. Com as finanças, não é diferente.

Para criar hábitos financeiros de pessoas de sucesso é importante começar e, também, persistir. Com o tempo tudo fica mais fácil!

E para ajudar nessa jornada, listamos hábitos mantidos por quem lida bem com as finanças e que podem ser fonte de inspiração para quem está começando a se preocupar com o tema.

Confira agora 10 hábitos financeiros de pessoas de sucesso que você pode e deve copiar!

1. Registre todos os gastos

Apesar desse hábito parecer simples, ele faz toda a diferença na vida financeira. Ao registrar tudo o que sai da sua conta corrente e todas as transações realizadas por meio de cartão de crédito, você passa a ter controle não só de quanto gasta, mas também identifica em que categorias estão as suas principais despesas.

Você pode usar aplicativos de gerenciamento financeiro no celular ou se acostumar a andar com caderno e caneta para anotar os gastos, por menores que eles sejam. Seja qual for o método escolhido, é importante registrar toda despesa que tiver, além de apontar a qual área do orçamento ela pertence.

2. Economize parte do salário

Economizar é um hábito que deve fazer parte da rotina de qualquer pessoa que se preocupa com seu futuro financeiro. Muitos ficam ansiosos com a ideia de guardar dinheiro por acharem que o salário que recebem não é alto o suficiente.

Mas esse não é um argumento forte. Mesmo quem não ganha tanto quanto gostaria pode começar a guardar parte das suas receitas, mesmo que seja pouco.

O ideal é poupar, pelo menos, 15% do que você ganha para prioridades financeiras, como criar uma reserva de emergência ou guardar para a aposentadoria.

Caso não possa reservar essa porcentagem, tudo bem. Comece com uma quantia menor e aumente o valor com o passar do tempo. O importante é começar!

seguro ideal

3. Tenha uma reserva de emergência

Ter um fundo para gastos que não foram previstos é um cuidado essencial para manter a vida financeira em dia. Essa reserva, que deve corresponder ao valor das despesas de três meses aproximadamente, pode ser usada caso você tenha algum gasto inesperado, como uma doença na família ou um problema no carro.

Ter reserva de emergência evita que você tenha que recorrer a empréstimos em caso de despesas que não foram previstas. Para não perder parte do rendimento ou ter dificuldades na hora de sacar parte do dinheiro, certifique-se de aplicar a quantia reservada para emergências em um investimento que ofereça liquidez.

4. Saiba escolher os melhores investimentos

Outro hábito financeiro que pessoas de sucesso têm em comum é ler sobre os melhores investimentos, acompanhar as notícias do mercado financeiro e escolher as melhores aplicações para o seu perfil e seus objetivos.

Quem quer criar hábitos financeiros positivos e não perder dinheiro precisa ir além do senso comum. No cenário atual, por exemplo, a poupança, apesar de ser um produto popular, não é a melhor alternativa, mesmo para quem busca uma aplicação conservadora. Sempre pesquise as tendências e projeções antes de escolher em quais investimentos você colocará o seu dinheiro.

5. Estude sobre finanças

Conhecimento é poder. Quem quer ter uma vida financeira equilibrada e segura pode até não ser especialista em finanças, mas precisa criar o hábito de ler e de se informar sobre o assunto para fazer as melhores escolhas.

Livros, sites e portais de notícias são excelentes pontos de partida para começar a saber mais sobre finanças e ter acesso a informações que ajudarão a tomar decisões financeiras acertadas.

6. Monitore suas aplicações financeiras

Além de ler sobre finanças, um hábito que deve ser desenvolvido por quem se preocupa com seu dinheiro é monitorar constantemente as aplicações financeiras. Um investimento que vale a pena um dia pode não ser tão promissor assim no outro.

Fique de olho no desempenho das suas aplicações e, sempre que possível, diversifique seus investimentos de acordo com os seus objetivos de vida (aposentar-se, por exemplo) e quantia disponível para aplicar.

7. Fuja das compras por impulso

Quem compra por impulso tem grandes chances de se arrepender por gastar dinheiro em algo que, no fundo, pode nem ser tão necessário como parecia. Evite esse arrependimento refletindo sempre antes de adquirir qualquer item, por mais barato que ele seja.

Se possível, espere, pelo menos, uma semana para comprar. Assim, você terá certeza se realmente está precisando do produto ou serviço.

8. Compare preços

hábitos financeiros de pessoas de sucesso

Comparar preço é um hábito indispensável para quem busca finanças saudáveis. Com a internet, a tarefa ficou bem mais fácil. Antes de comprar qualquer produto, acesse sites como Buscapé e Google Shopping para ter certeza de que está pagando o melhor preço.

9. Gaste com o que realmente importa

Desenvolver bons hábitos financeiros não é simplesmente parar de gastar; é gastar com o que realmente importa para você. Nesse sentido, o ideal é sempre avaliar se seu dinheiro está sendo investido em coisas que estão alinhadas com seus objetivos e metas de vida.

Ao perceber que você está gastando mais do que deve em áreas que não são tão importantes, coloque o pé no freio e mude o comportamento.

10. Viva com menos do que ganha

Por fim, pessoas que sabem como gerenciar seu dinheiro vivem sempre com menos do que ganham. Esse é um hábito muito positivo, principalmente para quem está começando a poupar. A lógica é simples: sempre garanta que suas despesas sejam menores que a receitas. Se necessário, corte alguns gastos para atingir esse objetivo.

Siga esses 10 hábitos financeiros de pessoas de sucesso e veja suas finanças ficarem mais equilibradas a cada dia. Que tal começar agora mesmo?

Quer ajudar sua família e amigos a melhorarem suas vidas financeiras? Então, compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!

materiais educativos

  • Publicado

    29 de agosto de 2018

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Finanças pessoais