Disciplina financeira: veja aqui como desenvolver

Disciplina financeira: veja aqui como desenvolver

Você conhece a importância da disciplina financeira? Por mais que muitas famílias brasileiras se esforcem para elaborar um planejamento nesse sentido, a maioria simplesmente não consegue tirá-lo do papel. Como consequência, fica muito mais difícil atingir as metas. O resultado vem em forma de frustração e abandono do programa.

O assunto ganha contornos ainda mais graves quando levamos em consideração que muitas das doenças e mazelas que afligem o ser humano moderno estão relacionadas à qualidade da sua saúde mental. E, como sabemos, o equilíbrio da mente depende também do equilíbrio das finanças!

Diante da importância do assunto, resolvemos dedicar o post de hoje à disciplina, tema pouco discutido, mas muito importante para quem quer mudar de vida. Confira!

Disciplina financeira: veja aqui como desenvolver

Como ter uma vida financeira tranquila?

disciplina financeira

Uma vida financeira tranquila e equilibrada é um fator muito importante para a saúde mental. Fazer com que os gastos da família caibam no orçamento e ainda conseguir aplicar uma parte dos rendimentos pensando no futuro pode evitar o estresse e a ansiedade, fazendo com que tenhamos uma saúde melhor.

Para chegar lá, o primeiro passo é criar um bom planejamento financeiro familiar, discriminando todas as receitas e despesas da casa. Com esse diagnóstico em mãos, o passo seguinte é estabelecer objetivos e metas a serem cumpridos, como reduzir as despesas em 10% dentro de 3 meses.

Depois disso, é importante pensar no rendimento dessas economias e também na proteção do patrimônio da família. É aí que entram os investimentos e os seguros.

Por fim, como não poderia deixar de ser, a etapa final é tirar o planejamento financeiro do papel e começar a efetivamente aplicar as estratégias traçadas. E é justamente sobre isso que vamos falar na sequência.

O que é disciplina financeira?

A disciplina financeira é uma qualidade essencial para a boa execução do planejamento financeiro. É o que faz com que consigamos resistir à tentação de comprar o mais novo objeto de desejo do momento em troca de um objetivo muito mais gratificante no futuro, como o estudo dos filhos.

É também a disciplina que nos faz pesquisar e estudar sobre as melhores opções de aplicações financeiras para nosso perfil, mesmo depois de um dia cansativo de trabalho. Podemos dizer, portanto, que a disciplina é um elemento-chave para o alcance dos objetivos financeiros.

É muito importante saber onde temos que cortar despesas e onde temos que aplicar recursos, de modo a manter ou aumentar o poder de compra e a qualidade de vida da família, mas não vale de absolutamente nada se não concretizarmos essas promessas.

E como alcançar a disciplina financeira?

Com tudo isso em mente, separamos um conjunto de dicas valiosíssimas para quem está encontrando dificuldades em se manter na rota traçada. Acompanhe e volte aos trilhos!

Anote todos os gastos

disciplina financeira

Normalmente, o grande vilão que nos impede de ter uma vida financeira sustentável é o excesso de gastos. Na maior parte das vezes, acabamos gastando mais do que podemos simplesmente porque não temos a menor noção de quanto já gastamos e de quanto ainda temos para o resto do mês.

Para que isso não aconteça com você, a grande dica é anotar todos os gastos, sem esquecer, é claro, das pequenas despesas. Afinal, somadas, elas podem representar uma fatia grande do passivo.

Você pode fazer isso em um caderninho de mão, em uma planilha eletrônica ou até baixando um aplicativo financeiro que ofereça essa funcionalidade. Algumas pessoas também usam a tática de tirar fotos com o smartphone das contas, notas fiscais e produtos antes de alimentar a planilha, para não esquecer.

Motive-se e mobilize a família

Muitos planejamentos financeiros acabam não dando certo por pura falta de motivação. Para isso não acontecer também com você, é sempre bom tentar se lembrar periodicamente de seus objetivos.

Fica muito mais fácil deixar de comer um delicioso sanduíche ou de comprar um smartphone de última geração quando entendemos que tudo isso está sendo feito por um motivo maior, seja viajar o mundo, abrir o próprio restaurante, financiar os estudos dos filhos ou ajudar os pais, por exemplo.

O mesmo vale para toda a família, principalmente para as crianças! Como elas ainda não têm maturidade para compreender a importância e a necessidade do planejamento familiar, a dica é tentar engajar a criançada com brincadeiras e desafios.

Evite compras a prazo

Uma das maiores dicas para economizar em compras é, sempre que possível, fazer o pagamento à vista. Pense bem: quando parcelamos no cartão de crédito, geralmente estamos pagando uma taxa de juros embutida. Tanto é assim que a maior parte das lojas oferece descontos de 5% a 10% quando o pagamento é feito à vista e em dinheiro!

Se seu objetivo é cortar custos, então tem que começar evitando juros, encargos financeiros, taxas administrativas e multas por atraso, despesas que simplesmente não dá nada em troca.

Outro bom motivo para evitar o parcelamento de compras é que, nesse caso, você acaba bloqueando uma parte do orçamento do mês seguinte (e dos demais)! Se você parcela um item em 10 vezes, por exemplo, está bloqueando parte do orçamento durante todo esse período.

seguro ideal

Cuide da saúde

Tratamentos de saúde e atendimento médico-hospitalar normalmente são as maiores despesas que temos ao longo da vida. Mas é claro que, quando o assunto é saúde, não podemos abrir mão do melhor. E a verdade é que estamos todos sujeitos a pegar uma doença, passar mal ou sofrer um acidente.

Nesse cenário, é preciso lembrar que podemos economizar muito dinheiro simplesmente ao praticar hábitos saudáveis, como a alimentação equilibrada e a prática regular de exercícios físicos. Isso faz toda a diferença, uma vez que o tratamento preventivo é muito mais barato.

Contrate um seguro

Já pensou se você segue todas as dicas que acabamos de dar durante alguns anos, consegue economizar um bom dinheiro e aplicá-lo em um investimento lucrativo, mas acaba precisando gastar todo o montante por causa de algum imprevisto?

Não é por outro motivo que o seguro é considerado um dos pilares do planejamento financeiro! Com o passar do tempo, nos damos conta de que não adianta muito aumentar o patrimônio da família sem que esse patrimônio esteja protegido.

A vida é repleta de riscos. De uma hora para a outra, um problema de saúde na família ou um incêndio no motor do carro pode colocar em jogo anos de disciplina financeira e de trabalho duro. Melhor se precaver, não concorda?

E aí, gostou do post? Então aproveite para assinar a nossa newsletter! Assim, você recebe todas as novidades do blog diretamente na sua caixa de entrada!

materiais educativos

  • Publicado

    06 de novembro de 2018

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Finanças pessoais