7 dicas de como ganhar dinheiro sem sair de casa

7 dicas de como ganhar dinheiro sem sair de casa

Controle de ponto quase militar, mais de 4 horas perdidas por dia no trânsito, sapato desconfortável, gravata apertada, pouca liberdade para gerir seus horários: o sonho de 81% dos brasileiros é trabalhar em casa e, com todas essas vantagens, não é difícil entender por quê.

Em tempos de crise econômica, redução de salários e desemprego, muitos brasileiros estão repensando sua profissão ou a forma de exercê-la. Se por um acaso você é um dos que estão pensando como ganhar dinheiro sem sair de casa, este artigo vai ajudá-lo a encontrar o caminho com 7 dicas matadoras de ocupações que você pode ter no conforto do seu lar! Confira!

1. Programador e designer

No “longínquo” 2012, 40% dos profissionais de TI já trabalhavam fora dos escritórios. Hoje, esse percentual é muito maior. No caso do segmento de Design, a atuação inteiramente on-line (característica típica da área) também facilita o home office.




Se você trabalha em um desses dois segmentos, não será difícil encontrar uma vaga para atuar remotamente. Muitas delas podem ser encontradas no Trampos.co99 Freelas (nacionais), Flex JobsWFH.io ou Virtual Vocations (gringos).

Mas se você tem veia empreendedora, é possível também abrir uma agência de comunicação visual (para os designers) ou um projeto de desenvolvimento de sites (para os programadores), fazendo freelances para empresas diversas e repaginando seus planos financeiros!

2. Professor on-line

Um estudo divulgado pela empresa de software Citrix indicou que, em 2010, 50% dos profissionais trabalharão a partir de suas casas. E uma das respostas mais comuns à pergunta “como ganhar dinheiro sem sair de casa” é lecionando!!




Se você possui alguma formação em áreas como Biologia, Português, Inglês, Espanhol ou Matemática, divulgue seus serviços nas mídias sociais ou, melhor do que isso, crie sua página de “professor on-line”. Você vai certamente conseguir materializar seu sonho de trabalhar em casa e fortalecer seu orçamento.

Mas isso não vale apenas para as disciplinas de vestibular. Experimente digitar no Google “personal trainer virtual” e você perceberá que a área está crescendo. Muita gente tem horários vagos variáveis e curtos, o que faz com que não compense ir a uma academia ou trazer um personal para seu condomínio.

No entanto, se a possibilidade de entrar no Skype e receber instruções de um profissional existir, a oportunidade está aí. Aproveite!

3. Revendedor de produtos

Uma pesquisa sobre mobilidade urbana mostrou que em São Paulo, por exemplo, os trabalhadores gastam, em média, 45 dias por ano presos no trânsito. Diariamente, o tempo médio de deslocamento é de cerca de 3 horas. É muita vida perdida, não?

Mas e se você conseguisse bancar suas contas revendendo produtos de beleza? Uma famosa marca de cosméticos que atua no país já tem mais de 1,5 milhão de revendedores. Mas não é mais de porta em porta que esses profissionais vendem seus produtos na era digital.

Muitos vendedores dessas empresas criam seus próprios sites ou divulgam seu catálogo em redes sociais. Os resultados costumam ser expressivos, o que explica o aumento no recrutamento desses revendedores.

Um caminho interessante sobre como ganhar dinheiro sem sair de casa e juntar dinheiro, concorda?

4. Empresário(a) do setor de e-commerce

O Brasil tem hoje quase 500 mil sites dedicados ao comércio eletrônico. Olhando assim até assusta, mas as oportunidades estão crescendo na mesma proporção do surgimento de novos players no setor.

Após registrar aumento de 8% nas vendas em 2016, a projeção de crescimento do varejo virtual para 2017 é de 15%, segundo o Ebit. No total, o setor deve crescer 43,5% até 2020, o que deixa claro que ainda há espaço para muitas lojas on-line. Quer tal vender roupas pela internet? Pet shop on-line? Ou quem sabe uma loja de brinquedos virtual?




Se quiser saber quais as 10 áreas que mais vendem no e-commerce, clique aqui!

5. Consultor médico virtual

Resolução nº 1.974/2011, do Conselho Federal de Medicina (atualizada pela Resolução 2.133/2015) proíbe da realização de consultas médicas por telefone ou pela internet. Entretanto, a simples orientação a pacientes submetidos ao atendimento presencial (para esclarecer dúvidas sobre um medicamento prescrito, por exemplo) não viola as normas do CFM.

Este, portanto, pode ser um canal interessante para manter quem tem formação em Medicina um pouco mais tempo em casa, trabalhando a partir de sua residência.

Já para quem é formado em Psicologia, a Resolução CFP nº 11/2012 (do Conselho Federal de Psicologia) permite, conforme pode ser visto em seu artigo 1º, a realização de orientações psicológicas, em até 20 encontros, desde que estes não se caracterizem como atendimentos psicoterápicos.

Processos de seleção de pessoal, aplicação de testes e supervisão de trabalho de psicólogos (desde que seja eventual) também podem ser feitos pela internet, ampliando as possibilidades de trabalho remoto e os segredos de como ganhar dinheiro sem sair de casa a que tem formação em Psicologia.



6. Concierge pela internet

Quase 70% dos brasileiros afirmam que não têm tempo para relaxar. Também pudera: a média de trabalho semanal por aqui é de 39,9 horas, uma das mais altas do mundo.

O problema é que, com tanto trabalho, não há tempo para reservar aquele jantar de bodas para comemorar com a esposa; não há tempo para levar as roupas para a lavanderia; não há tempo para agendar aqueles exames que estão pendentes.

É a partir desse gap que surge uma ótima oportunidade para quem é organizado: já pensou em ser “concierge virtual”?

A procura por profissionais dessa área vem crescendo no país e já existem até apps especializados sendo desenvolvidos para atender essa demanda (especialmente para contemplar as famílias que estão em viagem, mas permanecem com compromissos em aberto).

Essa pode ser uma excelente chance para você, que quer empreender, mas não sabe em qual área mergulhar! E o melhor, atuando pela internet, do conforto de sua casa (na maior parte do tempo).

7. Social media influencer

Como ganhar dinheiro sem sair de casa? Que tal ser um social media influencer? Se você faz sucesso nas redes sociais, entende um pouquinho de marketing e acha que consegue formar opinião na web, essa pode ser a maneira mais fácil para fazer seu home office e se livrar do congestionamento diário das grandes cidades. Muitas empresas (de moda, por exemplo), estão investindo nesse tipo de publicidade.

Bom, você já percebeu que o leque de opções para realizar seu sonho é grande. E as vantagens desse modelo, também. Um estudo patrocinado pela Dell, em 2015, revelou que, dentre os profissionais que trabalham em casa:

  • 49% se sentem menos estressados;
  • 45% usam menos o carro durante a semana (economia + redução de estresse);
  • 33% dormem mais;
  • 52% têm mais tempo para a família.

Mas os números atrativos não param por aí. 54% também percebem que são muito mais produtivos com a realização do trabalho remoto.

Entendeu como ganhar dinheiro sem sair de casa? Então siga-nos nas redes sociais e receba mais dicas como essa para mudar sua educação financeira, sua capacidade de juntar dinheiro e investir! Estamos no FacebookTwitterLinkedInYouTube e Instagram!