Como fazer a cotação de seguro? Confira estas 11 dicas!

Como fazer a cotação de seguro? Confira estas 11 dicas!

Saber como fazer cotação de seguro é essencial para garantir que o produto contratado atenda às suas necessidades e possibilidades, além de ter certeza de que o custo-benefício vale a pena. Pesquisar e se organizar com antecedência ajuda na avaliação das opções e vantagens, evita surpresas na contratação e, ainda, oferece uma oportunidade de ouro de negociação.

Neste post, você verá como fazer uma cotação de seguros sem erros, com dicas sobre o que observar na hora da sua pesquisa e o que deve ser avaliado antes de escolher uma corretora. Você também vai conhecer os erros mais comuns na contratação de um seguro e ver como evitá-los. Confira 11 dicas para cotar um seguro!

Como fazer cotação de seguro? Confira 11 dicas

Por que a cotação de um seguro é uma etapa importante?

Veja 11 dicas e saiba como fazer cotação de seguro de vida e outros tipos

Não são poucas as pessoas que contratam um seguro sem fazer nenhum tipo de pesquisa, seja porque o produto foi oferecido por alguém ou por ter seguido recomendação de amigos e parentes, entre outros motivos.

Apesar de comum, esse tipo de comportamento deve ser evitado. Antes de contratar qualquer produto, é essencial fazer uma cotação para garantir que ele é o mais adequado para você.

A cotação de seguro é uma etapa importante por vários motivos, como:

• avaliação das opções e benefícios oferecidos pelas corretoras de seguro;

• evita surpresas na contratação do produto;

• oportunidade de negociação para conseguir melhor valor e/ou vantagens.

Com isso em mente, o primeiro passo antes de contratar um seguro, seja ele de vida, residencial ou de automóvel, é fazer uma cotação com algumas das principais corretoras do mercado para, assim, ter informações suficientes para tomar sua decisão.

Para não errar na cotação de seguros, é importante ter atenção a alguns fatores. Entre eles, o que abrange a cobertura, o que não é coberto pelo produto, serviços adicionais e franquia.

A seguradora é outro ponto de atenção. Para garantir que está contratando os serviços de uma empresa confiável, avalie sua reputação no mercado, o atendimento prestado e, também, a habilitação do corretor. Confira!

1. Veja o que abrange a cobertura

Um dos cuidados ao contratar um seguro é se certificar de que a cobertura oferecida atende às suas demandas. Há seguros de automóveis que cobrem danos causados ao carro — seu ou de terceiros. No entanto, há outros produtos que cobrem apenas os reparos do veículo do segurado.

O mesmo vale para o seguro de vida. Enquanto alguns produtos contam apenas com a cobertura mais básica, morte por causas naturais ou acidentais, outros têm adicionais, como invalidez por acidente.

Para não errar, entenda suas necessidades e seu perfil e, a partir daí, busque seguros alinhados ao seu estilo de vida e ao que você busca.

materiais educativos

2. Analise o que não está coberto

Além de analisar a cobertura do seguro, é importante ver ainda o que não é coberto pelo produto. Há seguros residenciais que oferecem serviços de chaveiro, mas não cobrem chamados de emergência, por exemplo.

No caso do seguro de vida, morte ocasionada por determinadas doenças pode não ser coberta, dependendo do plano.

3. Verifique serviços adicionais

Muitos seguros oferecem serviços e assistências adicionais para seus segurados. Quem segura o veículo, por exemplo, pode ganhar benefícios extras, como voucher para táxi, caso o carro fique um tempo na oficina.

Há, ainda, vantagens que não têm relação direta ao produto contratado. Um seguro de vida pode oferecer benefícios como descontos em farmácias, restaurantes, shows e serviços como academia e salão de beleza.

4. Entenda a franquia

A franquia do seguro é outro ponto de atenção na cotação. Ela é o valor mínimo que o segurado deve pagar para a seguradora quando o seguro é acionado.

Geralmente, quanto maior for a franquia, menor é o investimento do seguro. Pese os dois pontos e busque um seguro que ofereça um custo-benefício adequado às suas necessidades.

5. Veja os termos do contrato

Na hora de cotar o seu seguro, leia atentamente os termos no contrato. Entenda em que situações o seguro pode ser acionado e, também, aquelas que não são contempladas.

Isso evita surpresas desagradáveis, como descobrir no momento de necessidade que só tem direito a usar determinado serviço por X números de vezes ao ano.

6. Compare preços

Na hora de fazer cotação de seguro de vida, compare os preços

Muitas vezes, produtos similares têm preços diferentes de seguradora para seguradora. Por isso, além de pesquisar um seguro sob medida para suas demandas, veja o investimento necessário em corretoras diferentes. Mas lembre-se de que o preço não é tudo: o importante é o custo-benefício.

7. Conheça os fatores de risco

Entender os fatores de risco é outro ponto para acertar na cotação de seguro. No caso de produtos automotivos, por exemplo, estacionar o carro na rua é um fator de risco, que aumenta o valor cobrado do segurado.

Para o seguro de vida, praticar esportes radicais ou ter histórico de doença na família são fatores que podem ser encarecer o valor total do produto.

8. Entenda o perfil do segurado

Outra dica para cotação de seguro é saber qual é seu perfil de segurado. Estado civil, sexo e idade estão entre os pontos que compõem o perfil e podem baratear ou encarecer o seguro.

Também é possível que haja alguma opção específica para a sua profissão, como é o caso do seguro de vida para profissionais de segurança, por exemplo.

​Sobre a seguradora, o que verificar?

Além de se preocupar com as características do seguro a ser contratado, é importante prestar atenção também à seguradora que vende o produto. Veja alguns fatores que fazem a diferença na hora de cotação.

9. Avalie a reputação no mercado

Para não ter dor de cabeça, prefira sempre uma corretora experiente e com uma boa imagem no mercado. Não deixe de pesquisar a opinião de clientes e ex-clientes e as avaliações online.

10. Veja o atendimento e relacionamento com o cliente

O atendimento é diferencial. Cheque os canais disponibilizados e como é o relacionamento estabelecido com o cliente. Se você pede uma cotação e a empresa demora a responder, por exemplo, já perde pontos.

11. Verifique a habilitação do corretor

Ao fazer a cotação de seguro, verifique ainda se a seguradora é credenciada da Susep e se o corretor está devidamente habilitado para o exercício da função.

Os erros mais comuns na contratação de um seguro

Agora que você viu nossas dicas para não errar na sua cotação de seguro, veja erros comuns cometidos na hora de contratar o produto, para saber o que deve ser evitado:

• omitir informações da seguradora;

• deixar para renovar o seguro em cima da hora, sem pesquisar preços;

• não atualizar informações junto à corretora de seguros.

Seja o mais transparente possível e lembre-se de se organizar com antecedência, a fim de encontrar o seguro ideal com o melhor custo-benefício.

Primeira iniciativa de previdência do país, a Mongeral Aegon é opção sob medida para quem busca uma empresa sólida, com expertise no mercado.

Com amplo portfólio e produtos para as mais diversas necessidades, a empresa tem entre seus diferenciais o atendimento personalizado e exclusivo, desde a cotação até o pós-compra.

Ainda tem dúvida de como fazer cotação de seguro e encontrar a melhor opção? Então entre em contato e solicite uma consultoria!

seguro ideal

  • Publicado

    14 de agosto de 2019

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Seguro de vida