Assistência funeral: saiba por que você deve ter

Assistência funeral: saiba por que você deve ter

Muitos brasileiros costumam encarar o fim do ciclo da vida como um tabu, mesmo sabendo que, no fundo, todo mundo vai ter que passar por isso. Mas se a dor da perda não tem preço, o velório e o sepultamento têm — e costuma ser bastante salgado para quem não se preparou para esse momento que certamente chegaria um dia. É por isso que existe a assistência funeral!

O plano funerário é um investimento que evita que uma família seja surpreendida com uma dívida repentina que pode chegar a R$ 60 mil. Com cerca de R$ 30 por mês, já é possível fazer um seguro de vida familiar ou individual e garantir que sua família não tenha mais do que a dor da perda caso ocorra uma fatalidade.

Até porque não são raros os casos de pessoas que se endividam por anos após o falecimento de um ente querido.

Você pode contratar uma assistência funeral ou um auxílio funeral, fazer um plano individual ou familiar, bem como contratar esses serviços com uma seguradora ou assistência funerária.

Parece complicado organizar essa configuração segundo suas necessidades, mas não é. Hoje, você vai entender como fazer isso. Acompanhe o artigo!

Qual é a diferença entre assistência funeral e auxílio funeral?

Por que garantir uma assistência funeral

Os dois modelos de cobertura oferecem amparo à preparação das homenagens póstumas e enterro — o que envolve traslado, aluguel de sala para velório, preparação do corpo, cortejo, urna, ornamentação, sepultamento ou cremação, entre outras formalidades. A diferença aqui é quem contratará os prestadores de serviço.

Na assistência funeral, quem vai atrás de toda a burocracia é a seguradora/empresa de assistência. Isso é algo bastante relevante em um momento de extrema pressão emocional, no qual a família não tem estrutura psicológica para negociar os trâmites ligados ao evento. Por outro lado, nesse formato, não há grande maleabilidade para personalizações.

Se você acredita que a customização da homenagem é importante, pode se interessar pelo auxílio funeral. Nele, cabe à família ir em busca de todos os procedimentos.

A seguradora/empresa de assistência funerária reembolsará o segurado dentro do limite contratado, em um prazo de até 30 dias após a entrega da documentação exigida.

Por se tratar de um evento inesperado, em que ornamentações e agendamentos administrativos trazem consigo um grande desconforto, a maior parte dos segurados costuma optar pela assistência funeral — justamente para não ter que passar por esse tipo de estresse em um período de intensa comoção e saudade.

Quais são as coberturas de uma assistência funeral?

Assistência funeral - vantagens

Você pode adquirir uma cobertura de assistência funeral individual ou para toda sua família. O custo mensal não é sentido no bolso, mas evita um grande prejuízo no orçamento doméstico.

Por exemplo, apenas a cremação pode chegar a mais de R$ 2 mil. Já os preços dos caixões variam entre R$ 700 e R$ 20 mil.

Quem não tem assistência funeral deve arcar com o custo de cada item da cerimônia e do sepultamento, criando transtornos, estresses e endividamentos: tudo o que uma pessoa não precisa ao ter que lidar com a dor da perda.

Dessa forma, os planos funerários são adquiridos justamente para resguardar as famílias em seu momento de maior fragilidade. Em geral, essas proteções já estão incluídas no seguro de vida.

Caso não estejam, podem ser acrescidas a um custo que, muitas vezes, não chega a R$ 1,00 por mês. Abaixo, algumas das coberturas garantidas por uma assistência funeral:

• assessoria para os procedimentos administrativos relacionados ao sepultamento (como liberação do corpo, taxa de emissão de documentos e registro de óbito);

• ornamentação de urna (enfeites florais, véu, velas e mesa de condolências);

• coroa de flores e paramentos;

• urna funerária ou caixão;

• sepultamento ou cremação;

• cerimônia de velório e funeral;

• veículo funerário;

• traslado do corpo (caso o falecimento aconteça fora da cidade de origem);

• transmissão de mensagens urgentes.

Todos esses serviços seriam cobrados à parte sem uma cobertura de assistência funeral. Imagine, portanto, o custo dessa fatalidade.

materiais educativos

Hoje você viu que uma cobertura de assistência funeral está longe de ser mau agouro. Trata-se de um investimento básico das famílias, um nível de maturidade financeira já alcançado por países desenvolvidos.

Nos Estados Unidos, por exemplo, 57% da população tem seguro de vida com cobertura funeral.

Por aqui, o seguro de vida (com suas coberturas de morte, invalidez, diárias de internação hospitalar e, é claro, assistência funeral), cresce a passos largos.

Em 2018, o aumento foi de 10%, na contramão da crise (em 2017, a expansão já havia chegado perto dos mesmos 10%).

E quanto à sua família? Ela estaria resguardada financeiramente caso uma fatalidade retirasse um ente querido do convívio diário?

O seguro de vida com assistência funeral vai muito além da conveniência; é questão de responsabilidade. Ainda há tempo: baixe nosso e-book Seguro de vida para a família: solucione todas as suas dúvidas e dê proteção a quem você ama!

seguro ideal

  • Publicado

    03 de julho de 2019

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Seguro de vida