Aluguel ou casa própria: veja qual é mais vantajoso para você

Aluguel ou casa própria: veja qual é mais vantajoso para você

Escolher a opção mais vantajosa entre aluguel ou casa própria é uma decisão importante, não concorda? Justamente por isso, é preciso levar diversos fatores em conta antes de optar por uma alternativa ou outra. Aí entram de objetivos pessoais ao perfil de investimento, por exemplo.

Na prática, não é nada difícil encontrar quem enxergue o pagamento do aluguel como uma opção sempre prejudicial. No entanto, quando comparado aos altos juros cobrados em um financiamento imobiliário ou mesmo com a rentabilidade de outros investimentos, vê-se logo que essa ideia nem sempre corresponde à realidade.

Neste post, vamos falar mais sobre o tema, abordando as principais características de cada opção de moradia, assim como a importância de fazer uma comparação mais aprofundada para conseguir identificar vantagens e desvantagens. Acompanhe e tire suas próprias conclusões!

Aluguel ou casa própria? Qual vale mais a pena?

aluguel ou casa própria

Comprar o imóvel próprio é o sonho de muitos brasileiros. Isso é fato. O detalhe é que, em busca desse sonho, as pessoas podem se esquecer de considerar todos os aspectos envolvidos na questão. Saiba desde já: sair do aluguel nem sempre é a alternativa mais indicada.

O que acontece é que, como a compra do imóvel costuma ser feita por meio de algum financiamento, seu pagamento não só se arrasta por muitos anos como cobra uma taxa de juros altíssima.

Diante desse cenário, continuar pagando aluguel e investir parte do dinheiro pode ser um negócio bem mais vantajoso. E essa lógica pode valer também para quem tem dinheiro para fazer a compra à vista, já que o valor pode ser aplicado em opções com rentabilidades mais atraentes.

Se a pessoa tem 500 mil reais, por exemplo, e resolve comprar um imóvel, vai gastar toda a sua reserva de uma só vez. Se analisar melhor, vai ver que esse dinheiro poderia ser investido em um fundo com rentabilidade de 1% ao mês, rendendo assim cerca de 5 mil reais no período.

Enquanto isso, o aluguel de uma casa no mesmo padrão dificilmente chegaria a sequer metade desse valor. Assim, os rendimentos não só seriam suficientes para pagar o aluguel, como ainda sobraria um bom valor para reinvestir.

Vale ressaltar, porém, que essa decisão não leva em conta só fatores matemáticos, mas também inclui aspectos emocionais e até mesmo decisões sobre formação de patrimônio. Por essas e outras, é preciso analisar a situação com o máximo de cuidado antes de fazer qualquer escolha.

E se a escolha for pelo aluguel?

O aluguel é indicado para pessoas que têm perfil investidor, que estão em início de carreira, que preveem perspectivas de viagens, estão prestando concursos e fazendo processos seletivos em outras cidades ou que se encontram em quaisquer outras situações temporárias de moradia. Mas o que exatamente levar em consideração ao optar pelo aluguel?

Tenha seu orçamento em mente

A moradia sempre está entre as principais despesas de um orçamento mensal. Por isso, é importante escolher um imóvel cujo aluguel esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

O ideal é que esse valor não seja maior que 30% de seus rendimentos totais, evitando assim que haja um grande comprometimento das finanças.

Use o dinheiro para investir

A possibilidade de investimento é uma das principais vantagens ao comparar a compra do imóvel próprio com o aluguel.

Pensando nisso, o cenário ideal é o seguinte: o dinheiro que sobra da diferença entre valor da parcela do financiamento e o efetivo preço do aluguel deve ser aplicado em alguma alternativa rentável. Se isso não for feito ou o valor da locação for o mesmo de um financiamento, a opção já deixa de ser vantajosa.

Encontre bons investimentos

Também é fundamental encontrar bons investimentos para fazer com que os recursos sejam otimizados e os rendimentos, os melhores possíveis. Para isso, é importante estudar o mercado e analisar bem as alternativas antes de tomar uma decisão. E não hesite em procurar por ajuda caso fique em dúvida, ok?

materiais educativos

O que levar em conta ao comprar a casa própria?

aluguel ou casa própria

A compra da casa própria é indicada para quem deseja aumentar seu patrimônio, a fim de deixar bens para os herdeiros. Em geral, essa opção é muito usada por casais com filhos ou recém-casados. Veja o que levar em conta para tomar essa decisão!

Tente dar um bom valor de entrada

Para quem vai financiar, a regra é: quanto maior a entrada, melhores são as condições e as taxas de juros oferecidas. Por isso, é importante que o comprador tente juntar o máximo possível para oferecer de entrada.

Uma opção é usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para ajudar nesse valor, já que é permitido usar essa solução para financiamentos. Um planejamento financeiro também é sempre bem-vindo para aumentar o poder de negociação e, consequentemente, melhorar as condições do contrato.

Pesquise as alternativas de financiamentos

Como existem diferentes linhas para financiamento imobiliário no Brasil, é importante buscar por aquela que ofereça taxas e condições mais favoráveis.

Uma dica é analisar o programa Minha Casa, Minha Vida, oferecido pelo Governo Federal, que apresenta benefícios como taxas de juros menores e subsídios para quem tem renda familiar de até 7 mil reais mensais.

Antecipe o pagamento sempre que possível

Sempre que o orçamento permitir, é interessante antecipar parcelas do financiamento, ajudando assim na amortização de juros e diminuindo o prazo total do pagamento. Com organização e planejamento, é possível ficar livre da dívida em um prazo bem menor que o previsto no contrato.

Outros investimentos podem ser vantajosos?

Para quem ainda não se decidiu entre comprar a casa própria ou alugar um imóvel, uma alternativa é buscar por outras opções de investimentos. Que tal investir na previdência privada, que funciona como uma espécie de poupança, acessível de maneira segura e rápida, só que com melhores rendimentos?

Não tenha dúvida: a melhor forma de usar o dinheiro relativo à compra de um imóvel é contratando serviços dessa natureza ou investindo. Assim, o valor permanece disponível para o caso de precisar acessá-lo no futuro, normalmente rendendo mais que quando imobilizado, contando com os altos e baixos do mercado imobiliário.

Neste post, falamos sobre alguns dos pontos mais relevantes na hora de escolher entre aluguel ou casa própria. É importante analisar com cuidado qual é o melhor negócio para você, sempre de acordo com seus objetivos e suas expectativas financeiras. Só não se esqueça: aplicar em um bom investimento é fundamental para quem está em busca otimizar os recursos e fazer bons negócios.

Se quiser saber mais sobre o assunto e receber conteúdos exclusivos sobre nossas soluções e novidades, assine nossa newsletter e fique por dentro!