Dicas para economizar dinheiro em casa sem dor de cabeça

Dicas para economizar dinheiro em casa sem dor de cabeça

Saber como economizar dinheiro em casa certamente é um dos grandes desafios dos brasileiros. Além de ter uma elevada carga tributária, o país sofre com constantes reajustes de preços motivados pela inflação.

Diante desse contexto, nada melhor do que aprimorar o uso dos seus recursos financeiros e os da sua família, certo? Nesse sentido, preparamos para você, neste guia, algumas ideias que fortalecem a economia doméstica, dicas de como montar um planejamento financeiro, além de ferramentas práticas e gratuitas para facilitar a gestão de seu planejamento.

Além disso, elencamos erros comuns na economia doméstica e mostramos como evitá-los.

Continue nos acompanhando para aperfeiçoar seus conhecimentos sobre como economizar em casa para obter uma vida confortável e sem dores de cabeça!

Dicas para economizar dinheiro em casa

As dicas de como economizar em casa descritas abaixo, se seguidas à risca, garantirão uma valiosa e imediata economia de recursos financeiros para sua família. Veja só:

1. Como economizar energia elétrica

economizar dinheiro em casa

No Brasil, a maior parte da energia consumida vem da produção hidrelétrica. Então, quando a demanda nacional de energia não pode ser suprida apenas por elas, as termelétricas são acionadas e o preço do fornecimento tende a se elevar — as bandeiras tarifárias, implementadas em 2015, regulam tais reajustes. Como isso acontece com frequência, veja como é possível usar seus aparelhos de maneira mais eficiente:

Chuveiro elétrico

O chuveiro elétrico representa de 25% a 35% do valor de uma conta de energia. Por isso, nos dias mais quentes, ele pode ser regulado na posição “verão” e, assim, propiciar economia financeira de até 30% no seu uso.

Ar condicionado

O ar condicionado representa aproximadamente 15% do consumo de eletricidade em uma residência. Algumas medidas de economia no uso desse aparelho são: instalá-lo em locais que disponham de boa circulação de ar, fechar todas as portas e janelas do recinto durante o uso do equipamento e limpar com frequência o filtro de ar do aparelho.

Também é possível investir em aparelhos com a tecnologia Inverter, que torna o ar condicionado mais econômico, além de estar atento ao Selo Procel A, dado a aparelhos que foram testados e que consomem energia de maneira mais eficiente.

Lâmpada

A iluminação de uma residência também responde por uma fatia significativa do valor da conta de energia — 15% a 25%, em média. Então, vale a pena preparar ambientes para serem iluminados pela luz natural durante o dia.

A limpeza de luminárias também contribui para a economia de energia em casa, assim como a troca de lâmpadas convencionais por lâmpadas fluorescentes ou de LED, pois elas iluminam melhor, são mais duráveis e consomem menos.

Televisor

Apesar de ser responsável por apenas 6% do valor médio de uma conta de energia, os televisores devem ser desligados quando ninguém os estiver assistindo. A função de desligamento automático deve ser sempre utilizada.

Vale lembrar que aparelhos mais modernos consomem menos energia elétrica que os antigos.

Geladeira

Boa parte do consumo de eletricidade de uma casa vem da geladeira. Ela representa entre 25% e 30% do valor da fatura. Para economizar no uso desse eletrodoméstico, ele deve ser posicionado em local com boa circulação de ar, distante de fontes de calor — como fogão, forno etc. —, e não pode ser encostado diretamente em móveis ou paredes.

Suas borrachas de vedação devem estar sempre em bom estado.

Máquina de lavar roupas

Ela representa cerca de 3% do consumo de energia de uma casa. O uso da máquina de lavar pode ser mais eficiente se ela for utilizada sempre em sua capacidade máxima de volume de roupas estipulada pelo fabricante.

Além disso, se o filtro da máquina estiver limpo, o motor tende a trabalhar menos e reduzir o consumo de energia.

Ferro elétrico

O uso do ferro de passar representa cerca de 6% do consumo mensal de eletricidade de uma residência. É possível economizar no seu uso priorizando passar grandes quantidades de roupa de uma vez, em vez de passar apenas algumas peças isoladas.

Desligar o aparelho quando o serviço for interrompido momentaneamente também é uma boa maneira de economizar — e também de prevenir acidentes.

2. Como economizar água

No Brasil, mais de um terço da água tratada é desperdiçada no próprio sistema de distribuição. Sendo assim, não há espaço para mais desperdício desse líquido tão precioso.

Cada pessoa necessita, em média, de 110 litros de água para atender suas necessidades diárias de consumo e de higiene. Então, à semelhança do desperdício de energia elétrica, desperdiçar água tratada custa caro, tanto para o meio ambiente como para os consumidores. Saiba, agora, como economizar água em casa:

Quintal e calçada

Na limpeza desses ambientes, é importante substituir as tradicionais mangueiras de água por vassouras. É possível, ainda, utilizar a água descartada pela máquina de lavar na limpeza do quintal ou calçada — no entanto, é preciso tomar cuidado com pisos escorregadios, visto que essa água geralmente vem com sabão.

Jardim

A mangueira deve ser substituída no jardim por regadores, a fim de se obter economia no aguar das plantas. Visando o mesmo objetivo, a rega deve ocorrer pela manhã ou ao entardecer, pois, desse modo, ocorrem menos perdas de água pela evaporação.

Já no período de inverno, em que a necessidade de rega é menor, as plantas devem ser aguadas com pelo menos um dia de alternância, e, preferencialmente, na parte da manhã.

Cozinha

Pratos e panelas devem ser limpos de restos de comida antes de serem lavados à mão ou à máquina. A torneira da pia deve ser aberta prioritariamente durante o momento de enxágue.

Lavar louças por 15 minutos com torneira aberta consome, em média, 120 litros de água, ao passo que a mesma louça lavada com uso consciente da água consome apenas 20 litros.

Banheiro

Os banhos, em geral, devem ser rápidos. Calcula-se que cinco minutos sejam suficientes para que uma pessoa possa banhar e higienizar satisfatoriamente todo o corpo. Um banho de 15 minutos em chuveiro elétrico consome cerca de 140 litros de água.

Já um banho de ducha, nesse mesmo tempo, consome 240 litros, em média. Em ambos os casos, se o chuveiro for fechado durante o ensaboar, é possível que 80 a 90 litros de água sejam economizados por banho.

Lavanderia

Utilizar a máquina de lavar no máximo três vezes na semana é uma boa prática de economia de água. Também vale atinar para a importância do uso pleno da capacidade da máquina em cada lavagem.

Uma máquina com capacidade para cinco quilos de roupa, por exemplo, consome aproximadamente 135 litros de água a cada uso.

3. Como economizar com telefonia fixa e celular

economizar dinheiro em casa

O Brasil já tem quase um smartphone por habitante. Já em termos de telefonia fixa, essa proporção naturalmente é menor — uma linha para cada cinco habitantes.

Considerando que o país detém um dos sistemas de telefonia mais caros do mundo, saber como economizar nessa área se torna fundamental para a boa condução do orçamento doméstico.

Acompanhe algumas dicas práticas para economizar com telefonia em casa:

Confira regularmente a fatura do seu plano

Os planos pré e pós-pagos, fixos ou móveis, emitem extratos periódicos que reportam os detalhes do consumo. Tais extratos carecem de verificação, uma vez que não é rara a existência de cobranças indevidas.

Escolha a mesma operadora para todos os celulares da casa

Escolher a mesma operadora de celular para todos os celulares pessoais de uma residência coopera para a economia financeira nas ligações entre os familiares — inclusive, algumas empresas de telefonia oferecem preços especiais e, até mesmo, ligações gratuitas e ilimitadas para linhas com mesma cobertura.

Opte por planos de telefonia que se ajustem ao perfil de uso

Para algumas pessoas da casa, planos pré-pagos de telefonia móvel podem ser ideais. Para outros, planos pós-pagos podem ser mais compensadores. Diante disso, para economizar nas ligações, identifique o perfil de cada usuário de celular da casa e opte pelos planos mais econômicos, capazes de atender as necessidades de cada um.

Sobre a telefonia fixa, vale verificar se o uso da linha, de fato, tem sido necessário para a família. Como os aparelhos celulares têm ganhado bastante espaço no mercado e na vida das pessoas, é comum que residências abandonem o uso do tradicional telefone fixo e valorizem mais o uso dos dispositivos móveis.

Priorize horários de tarifa reduzida nas ligações interurbanas e internacionais

Para as famílias que preferem não abrir mão da linha fixa, utilizar o telefone em horários estratégicos é uma excelente opção de economia. Nesse sentido, as chamadas em geral contam com tarifas reduzidas quando são realizadas entre segunda e sexta-feira, da meia-noite às 6h, sábado e domingo, após as 14h, e feriados nacionais, o dia todo.

4. Como economizar nas demais contas da casa

Além de aprender como economizar em casa nas contas de água, de energia e de telefonia, você também precisa estar atento à possibilidade de economizar em outras áreas do orçamento doméstico, como:

Internet

Nesse serviço, a dica de economia consiste em otimizar o uso de dados móveis do celular, evitando, por exemplo, assistir a vídeos e baixar aplicativos ou imagens pesadas. Tais atividades devem ficar restritas ao uso do aparelho em ambientes cobertos por Wi-Fi.

Com relação à internet residencial, seu uso também pode ser reavaliado, caso a capacidade do plano contratado seja superior à necessidade da casa. Dessa forma, é possível diminuir o valor da cobrança mensal sem sofrer com queda da qualidade do serviço.

TV por assinatura

A fim de tornar o plano de TV por assinatura mais enxuto e econômico, vale checar se a quantidade de canais pagos à disposição da casa de fato tem sido utilizada. Além disso, se seu aparelho televisor for uma Smart TV, é possível substituir a assinatura de canais pagos pelo YouTube, que dispõe gratuitamente de diversas opções de entretenimento e educação, ao vivo e gravadas.

Gás de cozinha

É importante assegurar que o fogão esteja posicionado em local com pouca corrente de ar, para que a chama não seja enfraquecida pelo vento. Manter os queimadores do fogão sempre limpos otimiza o processo de queima de gás.

O uso do forno pode ser otimizado à medida que mais de um prato for aquecido ao mesmo tempo. Uma reorganização dos horários de alimentação de todos na casa pode evitar a necessidade de reaquecimento dos alimentos.

Serviço doméstico

Se você dispõe de um colaborador para serviços domésticos, é possível avaliar se a frequência de trabalho dele pode ser reduzida, ou mesmo reorganizada ao longo da semana.

No entanto, se você não dispõe desse serviço em casa, em vez de contratá-lo e aumentar os gastos domésticos, é possível que todos na residência sejam estimulados às tarefas do lar. Desse modo, diariamente, serviços simples de organização e limpeza poderão ser realizados em pouco tempo e em vários locais da casa.

5. Como economizar no supermercado

economia das compras no supermercado é uma das principais responsáveis pela redução nos gastos mensais de uma residência.

Nesse sentido, seguem algumas dicas de como economizar no supermercado sem reduzir muito o padrão de qualidade dos produtos que você já costuma comprar:

• no supermercado, tenha sempre em mãos uma lista de compras;

• procure realizar suas compras semanalmente e em dias promocionais;

• organize um cardápio para as refeições da semana;

• tenha um limite de gastos e planeje suas compras do mês com base nele;

• evite comprar sem pesquisar os preços dos itens;

• não adquira produtos cujo prazo de validade esteja muito próximo;

• considere a possibilidade de consumir marcas mais econômicas;

• se possível, não leve crianças com tanta frequência ao supermercado.

Essas dicas de economia no supermercado com certeza são capazes de trazer uma economia bastante significativa para seu orçamento doméstico.

Como montar um planejamento financeiro pessoal e familiar

Tão relevante como saber quais os principais gastos para cortar em casa, é ter um planejamento financeiro prático, que atenda às suas necessidades pessoais e familiares. Então, saiba aqui como montar um planejamento financeiro:

Disponha de ferramentas de acompanhamento periódico

Ninguém deve se valer apenas da memória e achar que a delicada gestão do orçamento doméstico familiar pode ser realizada sem o uso de ferramentas de controle. O primeiro passo da realização de um planejamento financeiro é registrar todos os ganhos e gastos de seu orçamento.

Seja em papel, em planilhas ou em aplicativos mobile, as principais fontes de renda e de despesas devem ser detalhadamente mapeadas, registradas e somadas em categorias.

planilha-de-gastos-financeiros

Estabeleça metas factíveis

O fator psicológico coopera fortemente com o atingimento de objetivos. Ter metas em vista ilumina o ambiente de indecisão e dá direção às ações. Sobre as finanças da casa, estabeleça metas ousadas e factíveis, capazes de atrair melhorias significativas para a qualidade de vida de todos no lar.

Motive a si mesmo e aos demais a cumprirem tais metas, e lembre-se de comemorarem juntos à medida que elas forem sendo alcançadas.

Faça provisões financeiras para despesas futuras

É comum que todos os anos iniciem com um montante significativo de impostos e outras despesas a serem pagas — IPTU, IPVA, seguro veicular, matrícula em colégio particular, material escolar etc.

Para não ser pego de surpresa, aproveite os benefícios da gestão organizada trazida por seu novo planejamento financeiro, faça previsões e construa provisões de recursos para quitar esses compromissos dentro do prazo.

Procure sempre ter investimentos ou reservas

É verdade que nem sempre é possível ter reservas financeiras, principalmente em momentos de reorganização das contas. Entretanto, investir recursos — mesmo que em pequenos montantes mensais — aproxima a realização de sonhos financeiros.

Para isso, existem inúmeros tipos de investimentos interessantes que visam atender a todo perfil de investidor. É necessário, porém, ter objetivos definidos, encontrar uma instituição financeira de confiança, conhecer os tipos de investimento disponíveis e aplicar conforme a melhor conveniência e rentabilidade para o prazo estipulado.

Procure ficar longe de dívidas desnecessárias

Um estilo de vida que priorize a ostentação de bens materiais é prejudicial à saúde financeira de qualquer pessoa ou família e, naturalmente, atrapalha o planejamento das finanças.

Portanto, a não ser que você tenha recursos de sobra para patrocinar comportamentos financeiros arrojados, procure gastar com cautela e investir sempre que possível. Consumir menos do que se ganha é uma estratégia muito importante que, apesar de óbvia, infelizmente não tem sido praticada por boa parte dos brasileiros.

Sugestão de aplicativos e planilhas para economizar em casa

Construir riqueza realmente não é fácil. Contudo, muitas pessoas ainda não administram seus recursos financeiros com toda diligência necessária.

Com vistas ao aprimoramento de seu plano financeiro, veja aqui os aplicativos para dispositivos móveis e planilhas de gestão gratuitas que selecionamos para você baixar quando quiser:

Aplicativo Dinheirama Organizze

Esse app (para iOS e Android), na sua versão gratuita, permite ao usuário categorizar seus gastos e ter acesso a gráficos para análise financeira detalhada. Já na versão paga, além de ajudar o usuário a elaborar suas metas de gastos, o aplicativo o notifica sobre suas contas que estão próximas do vencimento.

Aplicativo Wally+

O Wally+ se diferencia de outros aplicativos, uma vez que o nível de organização financeira de todos os usuários pode ser comparado com o de outras pessoas. A ferramenta conta também com uma rede social financeira, por meio da qual é possível postar fotos de compras e marcar amigos que tenham o app instalado.

Além de permitir a criação de metas de gastos, o Wally+ dispara notificações sobre contas a pagar que estão próximas do vencimento. Em língua portuguesa, esse aplicativo só está disponível para sistemas Android. Usuários da plataforma iOS conseguem baixar a ferramenta apenas na versão em língua inglesa.

Aplicativo Mobills

O Mobills realiza comparativos de gastos periódicos, e sinaliza as categorias em que o usuário mais gastou. Outra funcionalidade do aplicativo é o disparo de notificações por e-mail informando o usuário sobre suas contas a vencer.

O app conta, ainda, com recursos especiais que identificam as notificações recebidas via SMS das operadoras de cartão de crédito informando que novas compras foram realizadas. O Mobills está disponível nas plataformas iOS, Android e Windows Phone.

Planilhas de gerenciamento financeiro em Excel

O Excel disponibiliza diversos tipos de planilhas gratuitas para gestão financeira pessoal e doméstica. Portanto, para que você aprimore ainda mais a economia de recursos na sua casa e disponha de ferramentas leves e eficazes de administração, apontamos aqui cinco modelos de planilhas que podem ser baixados a qualquer momento:

• orçamento de despesas domésticas;

• orçamento familiar mensal;

• orçamento de tendências de despesas;

• relatório financeiro anual;

• extrato de fluxo de caixa.

Sua disciplina na anotação de ganhos e gastos é fundamental para o sucesso de seu acompanhamento financeiro. Desse modo, suas análises contarão sempre com dados precisos e confiáveis.

Negligenciar a anotação frequente de receitas e, principalmente, de despesas pode enfraquecer a iniciativa de gestão e comprometer o atingimento de resultados positivos. Então, seja diligente, e toda semana faça atualizações na sua planilha e revisões em seu planejamento.

Erros comuns na economia doméstica e como evitá-los

Para ser bem-sucedido em seu planejamento familiar financeiro, fique atento para não cometer erros capazes de comprometer sua gestão. Veja alguns:

Realizar compras sem necessidade

Na hora de comprar, reflita com lucidez sobre suas verdadeiras motivações. Certifique-se de que a nova compra não comprometerá seu orçamento familiar — sem essa certeza, é melhor que a compra seja adiada para um momento financeiro mais confortável.

Não pesquisar os melhores preços

É comum que, diante da pressa do dia a dia, as pessoas comprem nos locais que ofereçam melhor conveniência. Ocorre que, nem sempre, esses locais são os mais baratos. Portanto, para economizar em casa, quanto mais ampla for a pesquisa que antecede a compra, melhor.

Não economizar nas contas de consumo

As contas de consumo são as tradicionais contas domésticas, tais como água, energia elétrica, telefone, gás etc. O uso frequente e desatento desses serviços, bem como o fato de a tarifação deles ocorrer apenas uma vez no mês, fazem com que as pessoas em geral sequer se deem conta de eventuais excessos no consumo.

Esbanjar nos gastos com lazer

Nas projeções de seu planejamento financeiro familiar, deve constar uma estimativa de gastos mensais com momentos de lazer. Seja rigoroso e não exceda os valores projetados. Priorize gastos mais elevados com lazer apenas em momentos especiais, como as férias. Em dias comuns, detenha-se em gastar apenas o estipulado no seu orçamento.

Não resistir às refeições fora de casa

Calcula-se que 25% do orçamento das pessoas vão para os gastos com alimentação. Para economizar nessa área, a família pode se organizar e fazer mais refeições em casa, ou mesmo levar refeições preparadas no lar para os compromissos externos.

Além de propiciar economia financeira, iniciativas como essas são capazes de promover mais saúde aos familiares, tendo em vista que as refeições feitas fora de casa nem sempre são saudáveis.

Economizar em casa deve tornar-se um hábito

Devido à amplitude do tema, poderiam ser citadas aqui dezenas de outras dicas de economia, como formas para economizar gasolina, pagar menos juros, de como fazer o dinheiro render satisfatoriamente em médio e longo prazo etc. Entretanto, nos deteremos apenas às dicas, ferramentas e ideias já apresentadas aqui.

É importante ficar claro que todas as pessoas, em maior ou menor grau, estão sujeitas a cometerem desperdícios. Não se deve, no entanto, transformar comportamentos excepcionais em comportamentos frequentes.

Obviamente, não é aconselhável que você se torne um fiscal do comportamento doméstico dos seus familiares, mas, sim, que passe adiante as ideias de economia doméstica e de planejamento financeiro aprendidas aqui.

As crianças, principalmente, são muito influenciadas pelos comportamentos dos adultos. Então, sempre que houver uma ocasião oportuna, ensine-as como economizar em casa e fazer uso consciente dos recursos do lar.

Se você gostou deste post, assine nossa newsletter para receber periodicamente por e-mail os melhores conteúdos sobre educação financeira!